Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Veteranos angolanos jogam no "Banco Sol"

Álvaro Alexandre - 02 de Outubro, 2015

Homenagem aos xadrezistas que deram os primeiros passos da modalidade

Fotografia: M. Machagongo

A Associação Provincial de Xadrez do Cuanza Sul (APXCS) realiza amanhã, às 9h00, a primeira edição do Torneio Banco Sol, na sede da instituição bancária em Luanda, com a participação das antigas glórias. O evento enquadra-se nas celebrações do 14º aniversário da constituição do Banco Sol.

A participação das antigas glórias do xadrez angolano no torneio serve de homenagem aos xadrezistas que deram os primeiros passos com meios rudimentares para que Angola fosse conhecida no mundo, também, através do desporto-ciência, segundo Abílio Ribeiro, presidente da Associação local da modalidade.

"Hoje, somos conhecidos no mundo inteiro graças à dedicação e à entrega de um grupo de atletas que levaram as primeiras imagens do nosso desporto. Por esse motivo, decidimos gratificá-los com um torneio para reverem os sistemas tácticos que os tornou conhecido no país e além-fronteiras", disse.

Para o torneio promovido pela instituição bancária angolana foram convidados os ­­ex-praticantes Agostinho Adão (Primeiro Mestre Nacional), Alexandre do Nascimento (Mestre Internacional), Francisco Briffel (Mestre Nacional), Manuel Mateus (Mestre Internacional), João Francisco (Mestre Fide), António Assis (Especialista Nacional), Tito Martins (vice-presidente da Federação Angolana de Xadrez), Carlos Frades (Especialista Nacional), Manuel da Cunha (dirigente do Grupo Desportivo da EPAL) e Santo António (árbitro Fide).

Para além da presença dos veteranos, o Banco Sol vai estar representado com seis jogadores.
A prova vai ser disputada no sistema suíço a nove jornadas e o ritmo de jogo vai ser de 15 minutos para cada jogador terminar a sua partida. Dada a importância do evento, o torneio Banco Sol vai ser dirigido pelos árbitros Fide, Abílio Ribeiro, Manuel Pedro e Francisco Andrade com apoio técnico da Federação Angolana de Xadrez.