Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Vettel reconhece superioridade

07 de Março, 2015

Lewis Hamilton e Rosberg juntos na Mercedes formam equipa apontada como favorita à conquista do próximo campeonato mundial de Formula 1

Fotografia: AFP

Ainda a colher os frutos do sucesso, do último ano, a Mercedes foi apontada como a escuderia mais promissora para o ano que arrancou durante a pré-época 2015, da Fórmula 1.

A Ferrari procura reencontrar a  confiança, após ficar 2014 sem vencer sequer um único GP. Ainda assim, durante um evento de um patrocinador em Monchengladbach, na Alemanha, o alemão Sebastian Vettel, tetracampeão mundial,  mostrou-se confiante na equipa italiana como o principal concorrente dos alemães.

“Vai depender da força que a Mercedes mostrar no início da época. Acho que eles estão fortes e prevejo dificuldades para as restantes equipas. Mas espero que estejamos lá, impondo-nos como a segunda maior força a médio ou longo prazo na época. Era um grande passo para nós”, avaliou o alemão, que vai dar início à sua primeira época como piloto da Ferrari.

No último ano, a Mercedes venceu 16 das 19 corridas disputadas, sendo 11 dos triunfos pertencentes ao inglês Lewis Hamilton - rendimento que o consagrou campeão mundial pela segunda vez na carreira - e os outros cinco ao alemão Nico Rosberg.

Com esse retrospecto, a Mercedes venceu o Mundial de construtores, somou impressionantes 701 pontos - 296 a mais que a Red Bull, segunda classificada e até então defendida por Vettel e pelo australiano Daniel Ricciardo.

Além de manifestar confiança numa boa época da Ferrari, o alemão também comentou a situação do rival Fernando Alonso, ex-Ferrari e actualmente na McLaren. O espanhol está sob cuidados médicos desde o dia 22 de Fevereiro, quando perdeu o controle do seu carro e colidiu com uma mureta durante os testes em Barcelona.

“Estava atrás dele na hora, mas mesmo assim estava longe demais para ver com clareza como o acidente ocorreu, só vi o final dele. A embate não pareceu tão mau. É claro que foi um choque quando ouvi que ele ficou inconsciente nos primeiros momentos, infelizmente sofreu uma concussão. Mas graças a Deus não foi algo pior”, declarou Vettel. Durante o evento, o piloto também fez a alegria de estudantes que construíram o seu próprio carro para uma competição escolar.