Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Viñales segue peugadas de Rossi

04 de Junho, 2017

O espanhol diz que vai procurar reproduzir o estilo que levou Jorge Lorenzo a vencer em cinco dos últimos seis GPs com a Yamaha

Fotografia: AFP

O líder do campeonato admite que vai copiar linhas do seu antecessor na Yamaha, vencedor de cinco das últimas seis provas. Maverick Viñales venceu três de cinco provas da MotoGP disputadas em 2017 e terminou em sexto e sétimos nas suas últimas provas em Mugello, quando ainda era piloto da Suzuki.

Tendo vencido no circuito pela Moto3 em 2012, o espanhol diz que vai procurar reproduzir o estilo que levou Jorge Lorenzo a vencer em cinco dos últimos seis GPs com a Yamaha. \"Tenho que copiar o seu estilo, porque ele é muito rápido\", disse Viñales. \"Assisti muitas corridas e ele estava sempre à frente. Acho que nós temos bons dados dele.\"

\"Nós só temos que aprender, a ter uma boa moto e tentar fazer as suas linhas. É realmente importante neste fim de semana ser forte, fazer uma boa classificação e dar tudo nas primeiras voltas. Sei que estamos num bom momento, estamos realmente motivados, sabemos que a nossa moto pode ser realmente forte aqui\".

Ao contrário de Lorenzo na Ducati, Viñales teve um bom início com a sua nova equipa, sendo o mais rápido em todos os testes de inverno, e abriu uma liderança de campeonato de 17 pontos. O jovem de 22 anos, no entanto, sente que ainda não refinou completamente o seu estilo de pilotagem para se adequar à M1 da Yamaha.

\"Depois de Le Mans, melhoramos a moto um pouco\", disse ele. \"Temos muitas coisas para aprender, ainda tenho que melhorar o estilo de condução, que não é 100% perfeito para a Yamaha. Acho que ainda posso melhorar, então é algo que seria bom provar aqui em Mugello.\"

por seu turno, Jorge Lorenzo acredita que ele e a Ducati estão distantes da Yamaha e Honda no topo da MotoGP por um ou dois grandes pontos fracos.

Lorenzo se juntou à Ducati este ano após vencer três títulos com a Yamaha em nove temporadas, mas está a encontrar um desafio duro pela frente.

Depois de cinco corridas disputadas, o espanhol está em oitavo no campeonato, 47 pontos atrás do seu substituto na Yamaha, Maverick Viñales, com 16 pontos de atraso para o seu companheiro, Andrea Dovizioso.

A Ducati esperava ter uma melhoria significativa no meio das curvas nesta temporada, mas Lorenzo tem achado difícil lidar com a capacidade de travagem da sua moto. Questionado a respeito dos seus resultados até o momento, Lorenzo disse: “Difícil, no geral. Muito difícil.”