Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Vitória sobre Murray anima Rafael Nadal

20 de Novembro, 2015

Esta foi a segunda vitória de Nadal na competição.

Já próximo de seu fim, 2015 está longe de ter sido um grande ano para Rafael Nadal. Após terminar 2014 em terceiro no ranking da ATP, o espanhol sofreu com problemas físicos e chegou a cair para a décima posição neste ano. Actualmente, é 5º do mundo e vê a vitória sobre o número 2, Andy Murray, na quarta-feira, pelo grupo B do ATP Finals, como um feito a ser celebrado e como indicação de que está no caminho certo para recuperar a sua melhor forma.

“Estou simplesmente feliz pela maneira que joguei hoje (quarta), feliz com o meu trabalho. Para mim, é mais um passo para jogar nesse nível, ainda contra um grande jogador. É uma boa notícia. Quero continuar a trabalhar da mesma forma para confirmar ainda mais que estou completamente no caminho certo”, analisou o espanhol, que bateu o britânico por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/1.

Esta foi a segunda vitória de Nadal na competição. Na última segunda-feira, ele estreou com triunfo também por 2 sets a 0 sobre o suíço Stanislas Wawrinka e saiu na frente em busca da liderança da chave, posto no qual se isolou ao superar Murray. Próximo da vaga das meias-finais, o espanhol pretende manter a forma no seu último confronto, marcado para hoje, contra o seu compatriota David Ferrer.

Até o momento, 2015 foi no ano em que Nadal conquistou menos títulos desde 2005, igualando 2013, quando ficou com três troféus no total. Na actual temporada, facturou o ATP 500 de Hamburgo e os ATPs 250 de Stuttgart e Buenos Aires. Por isso, um surpreendente título no ATP Finals, em Londres, poderia mudar o jogo para o atleta de 29 anos, principalmente por bonificar um eventual campeão invicto com 1500 pontos no ranking.