Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Vladimir Putin falha a abertura

27 de Julho, 2016

O Comité Olímpico Internacional (COI) deixou na mão das respectivas federações das modalidades a participação de atletas russos no Rio2016.

Fotografia: AFP

O presidente russo, Vladimir Putin, pode estar ausente da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, apesar do COI manter em aberto a participação de atletas russos, informou na segunda-feira o Kremlin.“Nos planos do presidente não está incluída essa viagem. Tem outra agenda de trabalho”, revelou o porta-voz do Kremlin à imprensa local, à pouco menos de duas semanas do início do Rio2016, a 5 de Agosto.

Uma informação que não afasta a possibilidade de Vladimir Putin viajar para o Brasil a meio dos Jogos, com o objectivo de animar os desportistas russos, cuja equipa de atletismo está proibida de participar pela Associação das Federações internacionais de atletismo (IAAF).Em causa, está o escândalo de dopagem que abalou o desporto russo, num sistema que tinha, segundo um relatório da Agência Mundial antidopagem (AMA), a conivência do Estado e a colaboração dos serviços secretos.

O Comité Olímpico Internacional (COI) deixou na mão das respectivas federações das modalidades a participação de atletas russos no Rio2016, é certa a ausência do atletismo, há muito decidida pela IAAF.A situação levou Putin a ordenar a criação de uma comissão independente, na luta contra o ‘doping’, liderada por Vitali Smirnov, o mais antigo membro do COI.

O porta-voz do Kremlin lamentou que o COI proibésse os funcionários desportivos russos de estarem nos Jogos, face às acusações de ‘doping’ promovido pelo Estado russo durante os Jogos de Inverno de Sochi (2014) e os Mundiais de Atletismo de Moscovo (2013).“Esta e outras decisões demonstram uma vez mais, a necessidade de uma maior cooperação com o COI,  na hora de defender as nossas posições e o mais importante, superar as suspeitas e preocupações que o COI e outras organizações possam ter”, disse.