Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Vontade de vencer o Open supera a dor

Rosa Napole?o - 09 de Janeiro, 2017

Até o momento estão confirmadas as participações das selecções de Portugal, França, Congo, Congo Democrático e Japão. Aguarda-se a confirmação de outros países europeus, asiáticos e do médio oriente.

Fotografia: Jornal dos Desportos

O desejo de erguer a medalha no final do Open Internacional de Judo, que se realiza a 21 e 22 do corrente, em Luanda, é tão alto como a bandeira gigante da República de Angola que esvoaça no Museu das Forças Armadas. Na alma de cada atleta, o sacrifício pelo país tem um lugar reconfortante. A cada manhã, os olhos prendem nas cores vermelha, amarela e preta durante os treinos físicos na Ilha de Luanda. As Selecções Nacionais seniores buscam performances de recuperação, depois de alguns dias de pausa.

O grupo de 22 de atletas, das quais 11 da classe feminina, trabalham desde o dia 26 de Dezembro sob a orientação técnica dos treinadores Yuri Paim e Hélder Camindo. O técnico principal garantiu que, depois do brilharete dos jovens do torneio da zona V da União Africana, os seniores têm responsabilidades acrescidas para manter "o prestígio".

"Estamos tranquilos. Se a equipa júnior conseguiu 13 medalhas nos Jogos da Região V, os seniores vão fazer melhor", perspectivou o técnico.
Até quarta-feira, o grupo mantém-se na Ilha de Cabo a aprimorar a componente física e no dia seguinte (quinta-feira) passa para o tapete no Ginásio da Terra Nova ao Distrito do Rangel com treinos específicos direccionados a combates. Os trabalhos decorrem a bom ritmo, segundo Yuri Paim.

"Estamos a duas semanas e notamos evolução. Esses judocas são profissionais e alguns já estão rodados nesse tipo de competições. É o caso do Nair Garcia, que tem várias medalhas internacionais", disse. O Open Internacional é uma competição organizada pela Federação Internacional de Judo em parceria com a Federação Angolana da modalidade.

Até o momento estão confirmadas as participações das selecções de Portugal, França, Congo, Congo Democrático e Japão. Aguarda-se a confirmação de outros países europeus, asiáticos e do médio oriente.       
RN