Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Vuelta privilegia montanhas

11 de Janeiro, 2014

Os trepadores da Volta a Espanha vão ter facilidade em revelar as suas características na prova que começa em Agosto

Fotografia: AFP

A 69.ª edição da Volta a Espanha começa a 23 de Agosto em Jerez de la Frontera e termina em Santiago e vai privilegiar os trepadores, já que inclui oito metas de montanha e alguns finais de etapa a subir.

A clássica prova velocipédica é apresentada neste sábado em Cádiz, mas na quinta-feira a agência espanhola EFE já revelou alguns pormenores. Inclui 21 etapas e termina a 14 de Setembro com um contra-relógio individual em Santiago de Compostela.

A Vuelta principia com um contra-relógio por equipas, em Jerez de la Frontera, e depois de uma semana para os sprinter brilharem, na Mancha, Aragão e Navarra, entra nas montanhas das Astúrias, Leão e Cantábria, para terminar na Galiza.

A Volta a Espanha deste ano não termina em Madrid, mas  em Santiago de Compostela, que já recebeu o final da competição em 1993, com um contra-relógio individual de dez quilómetros.

Volta ao Algarve
O alemão Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep), vencedor da Volta ao Algarve em bicicleta em 2011 e 2013, vai disputar em Fevereiro a  edição 40 da prova portuguesa, que junta os dois  campeões do Mundo.

O germânico, detentor do título mundial de contra-relógio, confirmou ao site especializado BiciCiclismo o seu calendário para 2014, incluindo a presença na Volta ao Algarve, na qual já estava confirmada a participação do português Rui Costa (Lampre-Merida), campeão mundial de fundo.

A Volta ao Algarve, que vai estar na estrada entre 19 e 23 de Fevereiro, será a primeira prova portuguesa a juntar na mesma edição os dois campeões do mundo.

Tal como Rui Costa, Tony Martin começa a época na nova Volta ao Dubai, antes de rumar ao Algarve e posteriormente a Itália para disputar o Tirreno-Adriático e estrear-se na Milão-São Remo, fechando o primeiro ciclo da temporada na Volta ao País Basco e na Volta à Romandia. Depois, faz a Volta à Bélgica, opta entre o Critério do Dauphiné e a Volta à Suíça, disputa os Campeonatos de Alemanha e a Volta a França.

O seu grande objectivo da temporada aparece depois, nos Mundiais de Ponferrada, em Espanha, onde vai tentar conquistar o quarto título no "crono" e igualar Fabian Cancellara. Em 2013, esteve irrepreensível nesta especialidade, ao vencer 11 tiradas neste formato, nomeadamente no Algarve, falhando apenas três que incluíam montanha no percurso (Romandia, Tour e Vuelta).

A revelação de Martin surge um dia depois de o italiano Alessandro Petacchi, vencedor de 2007, ter anunciado também a sua presença no Algarve, confirmando implicitamente a participação da Omega Pharma-QuickStep, o que eleva para sete o número de formações do WorldTour na prova portuguesa.