Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Vuty vence no aniversário do MPLA

13 de Dezembro, 2016

Hélder Coelho superou adversários na prova citadina que decorreu na cidade capital do planalto central no último domingo

Fotografia: Dombele Bernardo

No calor da festa dos 60 anos da constituição do MPLA, celebrado a 10 de Dezembro, Hélder Coelho "Vuty" levou a máquina à cidade do Huambo, onde partilhou com o público as emoções da velocidade. O maior ícone do motociclismo nacional não teve adversários na prova de super-moto (EVO 600) e conquistou com facilidade o troféu, no domingo.

Em duas mangas, com 14 voltas cada, Hélder Coelho acelerou fundo no circuito citadino do Huambo e bateu a concorrência de forma folgada. O piloto de 40 anos de idade totalizou no final 50 pontos.

Com uma assistência estimada em 10 mil pessoas, entre os quais esteve presente o primeiro secretário do MPLA na província do Huambo, João Baptista Kussumua, Vuty foi bastante ovacionado pelos espectadores. Para além da vitória, as palmas justificaram o carinho e o apreço que o piloto goza na comunidade do Huambo. Há dois anos que Hélder Coelho não ia às terras de Ekuikui II.

Disputada por 10 corredores das províncias do Huambo, Benguela, Cuando Cubango, Cuanza Sul e Huíla, o pódio ficou preenchido com a integração dos pilotos do Team do Cuanza Sul, Victor Alexandre (40) e Mário Carmelino (33). Na categoria de DT (50 cc), Manuel Rocha, da província de Benguela, relegou para o segundo lugar o companheiro de equipa, Bruno Fançony. O anfitrião Joaquim António Tavares contentou-se com a terceira posição.

Em declarações à imprensa no final da prova, Vuty mostrou-se satisfeito com o comportamento do público que teve uma postura exemplar, antes, durante e depois da prova. A atitude deu mais segurança aos pilotos. “Estou satisfeito com a conquista do troféu, a verdade é que não esperava ver o número de pessoas que encontrei aqui no Huambo", disse com surpresa.

A imagem de Vuty influencia os mais jovens. É nesse quesito particular que pediu para participar da vida política para o bem do país."Apesar de ser desportista, apelo à população, em particular aos jovens, no sentido de afluir aos postos de registo eleitoral, de modo que todos possam escolher os futuros dirigentes do país nas eleições gerais de 2017”, enfatizou. O presidente da Associação dos Desportos Motorizados na província do Huambo, Nuno Araújo, realçou o empenho dos atletas durante a competição e o comportamento do público.

PROVA DO MPLA
Francisco Gaspar
vence em Malanje


Francisco Gaspar conquistou no fim-de-semana, na cidade de Malanje, o Grande Prémio de Motociclismo no âmbito das festividades do 60 anos da fundação do MPLA, o partido maioritário em Angola. Ao lado de 12 concorrentes, na categoria de 125cc, o jovem piloto conhecido por Nacata foi o mais veloz nas 25 voltas disputadas no circuito urbano da capital da província.

A prova ficou marcada pela concorrência entre Nacata e Paizinho. Ao longo do troço de dois quilómetros, agitaram a assistência com belas ultrapassagens. Paizinho manteve-se de pedra e cal na liderança, na recta final uma queda foi o bastante para perder o primeiro lugar. A sorte persegue os audazes e o feliz do dia foi Nacata. Para completar o pódio, Didi do bairro da Carreira de Tiro, terminou em terceiro.

No final, Nacata exprimiu a satisfação pela conquista e revelou que o segredo da vitória foi o domínio nas manobras. Exortou o governo provincial de Malanje a promover mais actividades idênticas para potenciar o desporto motorizado na localidade. O primeiro secretário, em exercício, do Comité Provincial de Malanje do MPLA, Manuel Carvalho da Costa, justificou que o Partido realizou a prova de motociclismo por ser uma actividade de massas, em que se partilha momentos de alegria com a população local nas festas dos 60 anos do Partido.

O porta-voz da Comissão Organizadora para o desporto motorizado, José de Bessa Gaspar, reiterou a necessidade de se evoluir para outras especialidades como o karting, o motocross, entre outras,  para unir a juventude local em prol de formação de novos talentos. A organização atribuiu ao vencedor duzentos mil kwanzas, ao segundo, 150 mil kwanzas e ao terceiro, 100 mil kwanzas. Para além do valor monetário, também foram agraciados com taças. Os restantes pilotos receberam prémios de participação.
VENÂNCIO VICTOR | MALANJE