Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Wada chega a Rússia para reformas antidoping

13 de Dezembro, 2015

Presidente do Comité Olímpico da Rússia Alexander Zhukov

Fotografia: AFP

Uma equipa de especialistas, da Agência Mundial Antidoping (Wada) já está em Moscovo, para dar início às reformas junto da Federação Russa de Atletismo. As primeiras reuniões vão definir como vai ser feito o programa de controle de dopagem, enquanto as entidades russas estiverem suspensas pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf).

"A comissão da Wada iniciou na quinta-feira  os seus trabalhos em Moscovo, anunciou Alexander Zhukov, presidente do Comité Olímpico da Rússia à agência TASS. "A comissão, entre outras coisas deve determinar que organizações internacionais supervisionem o controle de dopagem no país, enquanto a Agência Antidoping Russa (Rusada) e o laboratório antidoping de Moscovo estão suspensos."

O atletismo russo é acusado de praticar dopagem, destruir amostras em laboratórios e acobertar atletas apanhados em flagrante com respaldo das autoridades locais. Após a divulgação de um relatório da comissão independe da Wada, que detalha as suspeitas, o país foi banido da Iaaf e perdeu o direito de disputar competições internacionais e sediar eventos por tempo indeterminado.

O risco de ficar fora das Olimpíadas do Rio de Janeiro, levou o Ministro dos Desportos Vitali Mutko, a tomar medidas rápidas para começar a reformular a entidade seguindo as normas da Wada. De acordo com Natalia Jelanova, vice de Mutko, a Agência Internacional recomentou que a Agência Antidoping do Reino Unido se encarregasse de ajudar a Rusada a implementar as reformas necessárias. O fim da suspensão pode ser definido por uma comissão de inspeção da Iaaf, que vai visitar o país para avaliar os esforços russos na regulamentação do controle antidoping.