Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Williams reduz testes de Massa

02 de Março, 2017

Até agora, nenhuma equipa fez manobra semelhante.

Fotografia: AFP

A equipa da Williams mudou ontem, os planos da programação da nova temporada da fórmula-1, \"obrigou\" o piloto Felipe Massa a ficar menos tempo na pista de Barcelona, local onde decorrem os testes da época desportiva 2017/2018.

O erro de Lance Stroll, na terça-feira, arruinou o dia de testes da Williams ,em Barcelona, podia custar caro ao novato canadense, que perdia tempo de pista na sua adaptação à F1.

 Ontem, a equipa anunciou a mudança na programação: Felipe Massa, que seria o responsável pelos trabalhos, não entrou no carro para dar lugar ao bilionário canadense. Na quinta-feira, o brasileiro testa apenas pela manhã, e o jovem de 18 anos vai para a pista durante a tarde.

Assim, Massa deixa de ter dois dias inteiros de testes, passa a ter meio dia; na segunda-feira, ele aproveitou bem o tempo na pista, deu 103 voltas.  Stroll, na terça-feira, completou só 12 voltas. A equipa confirmou a mudança de programação ao GRANDE PRÉMIO, e também alterou o calendário de atendimento, à imprensa que cobre os testes. Até agora, nenhuma equipa fez manobra semelhante.

A decisão da equipa inglesa faz pouco sentido, do ponto de vista do desenvolvimento do FW40. Afinal, Felipe Massa é visto como parte fundamental na equipa, exactamente pela experiência, que ia ajudar nos testes de acerto do carro. Mas, no aspecto financeiro, a equipa tem os seus motivos: filho do bilionário Lawrence Stroll, o jovem chega a equipa com um caminhão de dinheiro, que pode ajudar nas contas a fechar, no azul em Woking.

Na terça-feira, depois da rodada que impediu a continuidade dos testes, Stroll parecia pouco preocupado. Numa entrevista blasé, ele disse que não ia pedir nenhuma mudança à equipa. “Eles sabem o que fazer”, afirmou.

TEMPERATURAS BAIXAS
NO TERCEIRO DIA DE TESTES

A região do circuito de Barcelona, vive uma quarta-feira, de clima frio. A sensação térmica da manhã estava em apenas 5ºC, mas o sol pode brilhar novamente, e elevar as temperaturas ao longo deste terceiro dia de testes da F1, na Catalunha.

Barcelona, amanheceu mais fria, na quarta-feira de cinzas. O terceiro dia de testes da pré-temporada da F1, deve ter início sob temperaturas mais baixas, na casa dos 6ºC. O céu continua encoberto pelas nuvens, nesta manhã, mas o sol deve brilhar ao longo do dia, o que vai ajudar a aquecer o clima na região do circuito da Catalunha.

 Neste momento, a poucos minutos do começo das actividades, a sensação térmica é de 5ºC, mas os termómetros devem alcançar os 16ºC. A velocidade dos ventos está em 5 km/h, enquanto a humidade está em 76 por cento.

Ontem, a Ferrari comandou o dia, com Kimi Räikkönen, a fazer 1min20s960 em cima de pneus macios. O finlandês andou  108 voltas,  0s023 mais veloz que Lewis Hamilton, da Mercedes. As actividades de hoje, começam logo mais, às 5h (de Brasília), 9h (horário local).