Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Wolff envia recado a Alonso

20 de Outubro, 2014

Wolff envia recado a Alonso

Fotografia: AFP

Enquanto Nico Rosberg teve o contrato estendido “por múltiplos anos” na Mercedes, o líder do campeonato, Lewis Hamilton, ainda não está em negociações para a renovação de seu acordo, que termina no final da próxima temporada. A demora para a confirmação da continuidade do piloto, trazido a peso de ouro da McLaren em 2013, faz  que persistam  rumores de que Fernando Alonso está de olho numa vaga nos actuais campeões mundiais. Mas o chefe da Mercedes, Toto Wolff, assegura que o novo contrato com o inglês é uma questão de tempo: “Ninguém vai tirar o lugar a Lewis até que ele decida que vai ser assim.”

O austríaco explicou que as negociações com Hamilton só estão paralisadas porque o piloto prefere concentrar as suas energias no mundial de pilotos. Porém, ambas as partes já deixaram clara a intenção de continuar a trabalharem juntas. “Dissemos várias vezes,  ele também disse, que gostávamos de continuar com Lewis por muito mais tempo e decidimos atrasar as negociações do seu contrato, até que tivéssemos ganho o campeonato de pilotos”, afirmou à Sky Sports.“Ele quer ficar concentrado,  achamos que ele precisa de ficar concentrado para não ser atrapalhado por discussões legais ou financeiras e assim que terminar [o campeonato] vamos sentar e tornar a estender o contrato. Essa é a vontade dele, a nossa,  não vejo nenhum problema no momento.”
 
Campeão da GP2

O piloto britânico Jolyon Palmer garantiu o título da temporada da GP2 e agora está pronto a dar um novo passo na carreira. Na sua visão, era obter uma vaga de titular na Fórmula 1 já em 2015, para contrariar o histórico recente de contratações na principal categoria automobilística do mundo. O último campeão da GP2 a assegurar uma vaga na F-1 no ano seguinte, foi o francês Romain Grosjean, vencedor da categoria de acesso em 2011 e piloto da Lotus em 2012. O italiano Dalvide Valsechi e o suíço Fabio Leimer, campeões da GP2 em 2012 e 2013, respectivamente, acabaram sem espaço na elite do automobilismo.

“A prioridade era conquistar a GP2 e sempre tive confiança de que se fizesse isso, ia para a Fórmula 1. Agora que consegui, estou confiante.Não estou a dizer que vai ser fácil, mas esse título é uma grande ajuda. Vamos ter de esperar um pouco e ver o que acontece. Estou pronto”, disse Palmer.O britânico garantiu o título da GP2  ao vencer a batalha contra o brasileiro Felipe Nasr, que pelo segundo ano consecutivo lutou pelas primeiras colocações da categoria. O piloto brasileiro é reserva da Williams na Fórmula 1 e negocia para assumir uma vaga de titular numa outra equipa da categoria em 2015.