Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Yamaha junta Rossi e Lorenzo

23 de Novembro, 2015

Yamaha junta Rossi e Lorenzo

Fotografia: AFP

A época'2015 deixou sequelas no relacionamento de Valentino Rossi e Jorge Lorenzo. A Yamaha está a tratar de conduzir a situação com mão de ferro. Ciente do ambiente tenso que tomou conta da equipa, a marca dos três diapasões recusa-se a afastar os dois pilotos e quer manter tudo dentro da mesma normalidade que reinou desde o regresso do italiano a Iwata.

Na primeira vez em que Rossi e Lorenzo dividiram os boxes (2008 a 2010), o italiano forçou uma divisão na garagem, o que ficou mais fácil com a diferença de fornecedor de pneus entre ambos.Desta vez, a Yamaha não vai ceder à pressão de nenhuma das partes. Durante o Salão de Milão, Lin Jarvis, director da divisão de corridas da marca, foi categórico ao afirmar que a equipa vai permanecer unida.

“Jorge Lorenzo e Valentino Rossi vão continuar a compartilhar dados e toda a informação na próxima época. Não vai haver nenhum muro no box da Yamaha”, garantiu. Desde que deixaram Valência, Rossi e Lorenzo encontraram-se pela primeira vez durante o Salão de Milão e o clima entre os pilotos desatou todo o tipo de rumores. Jarvis pregou a união.“Conseguimos juntar Jorge e Valentino pela primeira vez desde Sepang. Estou contente de que ambos vieram para a apresentação de Milão”, comentou Lin ao jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’.

BREVE
Britânico triunfa
no GP de Macau


O britânico Peter Hickmann (BMW) venceu no sábado o Grande Prémio de Motos de Macau, numa prova que os português não tiveram um desempenho por aí além. Nos três lugares do pódio ficaram britânicos, com Martin Jessopp (BMW) a conquistar a segunda posição e Michael Rutter (BMW Motard) a ficar em terceiro.

Hickmann terminou a prova em 29 minutos e 22 segundos, Jessopp em 29 minutos e 28 segundos e Rutter em 29 minutos e 37 segundos.Apesar de em 2014 se ter estreado no circuito da Guia com um 13.º lugar, André Pires que quedou-se na 20ª posição manifestou-se "muito satisfeito" com o desempenho. "Fiz um arranque muito mau, depois vi que logo na primeira curva pegaram-se todos e deixei-me abrandar um bocadinho. Ainda pensei que os fosse buscar, mas não deu, então foi andar confortavelmente sem arriscar e conseguir terminar, era o objectivo", afirmou.