Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Z Cazenga supera Toto

Hlder Jeremias - 01 de Julho, 2013

Toto foi um teste de fogo para Z Cazenga

Fotografia: Jornal dos Desportos

O piloto ao serviço do Team Ordel, Zeferino Fernandes “Zé Cazenga”, foi o grande vencedor da sexta jornada do campeonato provincial de motocross de Luanda, na categoria das 250cc, disputada no circuito internacional do Zango. Na segunda posição esteve o seu arqui-rival do Team Sistec, Custódio Neto “Toíto” e na terceira, Rui Moreira “Pituca” em representação da Escola de Motocross de Viana.A persistência de Toíto foi um teste de fogo para Zé Cazenga. O piloto do Team Sistec revela-se como o de maior margem de progressão do ponto de vista técnico.

Na última prova, esteve sempre à espera de uma falha do opositor, o piloto do Team Ordel, que soube tirar proveito do excelente estado técnico da sua Escovarna e cumprir com os objectivos da equipa de Orlando Almeida.Outro grande protagonista da jornada foi Rui Moreira “Pituca”, que, depois de metade da época passada afastado das corridas, devido a uma lesão contraída fora da competição, marca o seu regresso com exuberantes performances. Os bons indicadores podem ser considerados um presságio para uma classificação condigna na presente edição do “Provincial”.Na categoria das 150 cc, Yane Oliveira “Bucha” foi o piloto melhor sucedido, relegando para segundo plano Alfredo Xilola “Xilolinha” e Itelvino Sebastião.
Em moto 4 (450cc), Edsom Miranda bateu na concorrência Estêvão Edgar e Rodrigo Barros.

No final da prova, o proprietário da Escola de Motocrosse de Viana, Carlos Moreira, agradeceu o apoio da administração local, em particular do administrado Zeca Moreno por ter ajudado na criação de condições para que o evento fosse um “sucesso”, assim como a direcção da empresa Pavimarques que abasteceu cisternas de água para molhar a pista.Carlos Moreira aproveitou ainda para sublinhar a colaboração dos responsáveis da Associação Provincial de Motocross de Luanda. “Com o empenho de todos, o motocross nacional pode proporcionar muita alegria ao vasto público que se identifica com a modalidade”.               
                              HÉLDER JEREMIAS