Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Zembula revalida o título africano

Rosa Napole?o - 04 de Março, 2017

Hélio Zembula, revalidou ontem, pela terceira vez consecutiva, o título de campeão africano universitário da zona IV

Fotografia: Nuno Flash

O atleta do Kabuscorp do Palanca assegurou ontem, ao Jornal dos Desportos, que foi bastante difícil chegar ao terceiro título consecutivo no continente.
\"Não foi fácil derrotar os adversários, principalmente, na luta da final, em que defrontei o campeão de 2015, um congolês de nacionalidade. Depois de muita batalha, consegui vencê-lo por ipon, e revalidei o título\", explicou.

No percurso dos combates, Hélio Zembula começou por derrotar por ipon um adversário da Swazilândia, seguiu-se um do Lesoto, por ipon, o vice-campeão africano universitário, um sul-africano, e um gabonês.

A destreza na leitura de combates dos adversários foi fundamental. No combate de desforra com o sul-africano, Hélio Zembula manteve a mesma calma exibida no ano anterior. Em 2016, o sul-africano cometeu duas penalizações que o afastaram do pódio principal. Por decisão do árbitro, a vitória sorriu  ao angolano.

Na distribuição de medalhas, o angolano ficou com o ouro e, consequentemente, a distinção de Melhor Atleta da categoria. Um congolês tem a medalha de prata e um suazi ostenta a de bronze.

O Campeonato Africano Universitário contou com representantes de Lesoto, Zâmbia, Angola, África do Sul, Gabão, Swazilândia e Congo.

FIM DA CARREIRA
O campeão africano universitário, Hélio Zembula, revelou que pondera terminar a carreira desportiva no final do corrente ano. O judoca sustenta que já \"competiu muito\" e pretende passar a responsabilidade de representar o país a outros angolanos.
\"Já dei tudo de mim. Não é fácil ser atleta em Angola. Todas as despesas inerentes às competições internacionais são sustentadas pelos próprios ou pelos clubes\", disse.
Apesar de contar com apoios do Kabuscorp do Palanca em todas as participações internacionais, Hélio Zembula assegura que vai permanecer ligado ao judo.
\"Não vou desligar-me da modalidade. Apenas, tenho outros planos que passam pela promoção de judocas para as provas universitárias\", esclareceu.

Hélio Zembula explicou como vai funcionar o seu projecto: \"Estive recentemente numa cimeira em Botswana sobre o desporto universitário, onde fui convidado a assinar um convénio com aquele país, no sentido de assumir o cargo de embaixador de Angola para o desporto universitário. Nesta missão, pretendo tirar judocas do país para representar as nossas universidades nessas provas\". 

Em cumprimento à Lei, o campeão africano universitário vai solicitar nos próximos dias a autorização ao Ministério do Ensino Superior para oficializar o convénio proposto pelas entidades de Botswana.

\"Temos de conseguir bolsas para que os atletas angolanos entrem nessas competições. O convénio entra em vigor no próximo ano. Temos de dar o primeiro passo, com a solicitação ao Ministério\", perspectivou.