Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

A Selecção Nacional testa com Portugal

Silva Cacuti - 12 de Agosto, 2017

A equipa angolana encontra-se a estagiar na região de Santa Maria da Feira

Fotografia: José Cola | Edições Novembro

A Selecção Nacional de hóquei em patins, que se prepara para disputar o 43º Campeonato Mundial, aprazado para 3 a 10 de Setembro, em Nanjing, China, vai defrontar a forte equipa de Portugal, terceira classificada do último campeonato, disputado em La Roche Sur Yon, França. O jogo entre as duas selecções nacionais está marcado para o dia 24 do corrente e inscreve-se na preparação de ambos conjuntos.

A equipa angolana encontra-se a estagiar na região de Santa Maria da Feira, Porto, sob a batuta de Fernando Fallé. A equipa trabalha em sessões bi-diárias até 21 do corrente. A partir do dia 22, inicia a disputa de jogos amistosos.

Além da congénere portuguesa, a selecção nacional defronta também a equipa do Liceo de la Coruña, em que actua o internacional angolano Martin Payero. O jogo com o emblema espanhol vai ser o primeiro amistoso da selecção nacional em Portugal.

Na segunda partida prevista, a selecção nacional defronta um Misto do Porto. Depois de jogar com Portugal, os angolanos encerram os jogos amistosos diante de um Misto de Aveiro.

A pré-selecção nacional é composta por Estevão Dala, Airton Barros \"Geoveti\", Argentino Agostinho \"Tino\", João Cabral \"Jú\", Adilson Bango \"Pi\" e Anderson Silva \"Nery\", que evoluem em Angola. Da Europa, Fallé chamou João Pinto (Sporting Clube de Lisboa), Humberto Mendes (Noia de Espanha), João Vieira \"Johe\" (Camdelária), Martin Payero (Liceo de la Coruña), André Centeno ( Paço d´Arcos) e Francisco Veludo (HC de Braga).

A partir desta edição, a 43ª, o Campeonato Mundial tem um novo formato. A selecção nacional vai disputar primeiro a Taça da Federação Internacional de Roller Skating (FIRS), competição que junta as selecções que ficaram entre o 9º e o 16º lugares do anterior formato do campeonato do mundo. Depois, são inseridos nos Jogos Mundiais de Patinagem.

De acordo com as alterações inseridas ao modelo competitivo, os títulos mundiais vão ser discutidos pelas oito melhores selecções, divididas numa primeira fase em dois grupos de quatro equipas. Os dois primeiros do último campeonato são as cabeças de série.

A campeã mundial em título, Argentina, ficou integrada no Grupo A, juntamente com Portugal, Itália e França, enquanto o B vai ser disputado pelas selecções de Espanha, Alemanha, Chile e Moçambique. Esses grupos apuram-se para os quartos-de-final as três primeiras classificadas, após um \"todos contra todos\".

As equipas classificadas do 9º ao 13º também ficam divididas em dois grupos de quatro, após a inclusão das que estiveram no pódio do Mundial B, para  a disputa da Taça FIRS.

Angola ficou sorteada no grupo B, ao lado do Brasil, Holanda e Estados Unidos. O Brasil acabou por desistir da prova. No grupo A estão as selecções da Colômbia, Macau, Áustria e o regressado Egipto. A Taça FIRS apura apenas o vencedor de cada grupo para os quartos-de-final do campeonato do mundo.