Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Adversrio de Angola esperados hoje no pas

Silva Cacuti - 15 de Setembro, 2013

Os

Fotografia: Jornal dos Desportos

As selecções de Portugal, “Os Ursos”, e do Chile, “La Roja”, chegam hoje ao país para participar no campeonato do mundo, sendo as primeiras das 14 equipas nacionais aguardadas até 19 do corrente. No país, além da Selecção Nacional, encontra-se o Brasil, que cumpre a sua fase derradeira de preparação no recinto do Dream Space.

As duas equipas integrantes do grupo C, o de Angola, chegam a Luanda com ambições diferentes. Para Portugal, o seleccionador Luís Sénica traçou metas logo na sua apresentação como seleccionador nacional, um cargo ao qual regressa depois de alguns anos ausente.

“Portugal é favorito e tem de estar na pista para vencer independentemente do nome do adversário. Queremos ser muito competitivos desde o primeiro jogo”, disse.

“Os Ursos” trazem 11 atletas, com destaque para o regresso de Luís Viana que  há alguns anos não era opção para os seleccionadores portugueses. Eis os atletas que integram a comitiva portuguesa: Ricardo Silva (GR), André Girão (GR), Pedro Henriques (GR), Valter Neves, Ricardo Barreiros, Jorge Silva, Diogo Rafael, João Rodrigues, Hélder Nunes, Gonçalo Alves e Luís Viana.

Também hoje é aguardada a comitiva do Chile, outra equipa do grupo C, com a qual a Selecção Nacional joga na segunda jornada da fase preliminar. Os chilenos, que conseguiram o sexto lugar na edição de 2011, trazem como ambição a repetição ou melhoria desta classificação.

Ainda hoje, segundo fontes da subcomissão de protocolo do comité organizador, chegam alguns oficiais do Comité Internacional de Arbitragem. O grupo C, com sede em Luanda, integra as equipas da África do Sul, Angola, Portugal e Chile. Na primeira jornada, Angola defronta a África do Sul e Portugal mede forças com o Chile. Na segunda jornada, a selecção nacional defronta o Chile, e os portugueses defrontam os sul-africanos. Angola e Portugal jogam na última jornada, enquanto chilenos e sul-africanos se defrontam entre si.

O comité organizador do mundial prevê que de hoje até 19 do corrente todas as equipas inscritas no mundial cheguem ao país, para a prova que começa no dia 20.


SÉRIES B E D
Adesão na venda
de bilhetes na Huíl
a

Nos balcões do Banco de Poupança e Crédito (BPC), no Lubango, capital da província da Huíla, 180 bilhetes, dos 360 disponíveis, para os jogos do grupo B e D do Campeonato do Mundo de hóquei em patins, na cidade do Namibe, foram comercializados desde segunda-feira.

A informação foi prestada pelo responsável de vendas dos bilhetes do Mundial do BPC, José Luís Chitungo, tendo realçado que os ingressos estão distribuídos em dois balcões.

José Luís Chitungo disse que são comercializados apenas os bilhetes das séries do Namibe no valor de 500 kwanzas, devido à chegada tardia dos ingresso e atendendo também à procura que se regista. O responsável afirmou que actualmente o BPC dispõe ainda de outros 600 ingressos para os grupos A e C, com palco em Luanda.Os bilhetes destinados ao Namibe são os mais solicitados, lembrou.


MAYA COOL

Hino do campeonato mundial
convida a conhecer Angola


A música “Rola Angola”, que dá título ao CD produzido a propósito do Mundial de hóquei em patins, é um convite ao mundo para ver o crescimento do país e a capacidade organizativa em apenas 11 anos de paz, afirmou o cantor Maya Cool.

O coordenador e produtor executivo do projecto da Federação Angolana de Patinagem (FAP) disse na Praça da Independência em Luanda, sobre a venda da obra, que o tema retrata a concretização de mais um sonho dos angolanos e dos africanos, por ser realização inédita no continente.

O músico disse que estão disponíveis oito mil cópias do CD, que contou com a participação de Livongh, Yuri da Cunha, Nanuto, Noite e Dia, Zoca Zoca, Kalibrados, Sandokan, Madruga Yoyo, MPK, Irmãos Almeida e o cabo-verdiano Grace Évora.

Maya Cool referiu ser uma obra com diversos estilos musicais e que é comercializada ao longo do mundial nas duas cidades sedes, Luanda e Namibe.
Na eventualidade de se esgotarem, Maya Cool disse que é feita reedição urgente.  O CD do 41º Mundial de hóquei em patins foi captado no país, misturado e masterizado em Portugal. Em França, foi feito todo o trabalho sobre a música interpretada por Yuri da Cunha, denominada “Regresso”, cuja versão original é de Euclides da Lomba.  

Em Angola, já foi comercializado durante a 12ª edição do torneio internacional José Eduardo dos Santos, decorrido de 22 a 24 de Agosto em Malange. O torneio foi ganho pela Selecção Nacional.

ROLA ANGOLA’2013
À VENDA NO NAMIBE

O Disco Compacto “Rola Angola” está a ser comercializado na cidade do Namibe, ao preço de mil kwanzas. A sessão de venda e autógrafo decorre no mercado municipal do Namibe, onde mais de 500 exemplares estão à disposição do público.

Simões Chinana, um dos compradores do CD, mostrou-se entusiasmado e afirmou que o disco vai inspirar ainda mais para assistir ao Mundial. 
O jovem adepto disse que os namibenses são chamados a comportar-se bem durante a prova para dignificar a província, cuja população sempre foi hospitaleira em acontecimentos de grande dimensão.

O sociólogo Gaspar Madeira disse que “a cultura e o desporto são componentes que se intercalam e que o disco veio complementar esse casamento”.