Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola fecha fase de grupos com vitria

Silva Cacuti - 20 de Abril, 2019

Prestao de Angola encanta os adeptos e dirigentes

Fotografia: Catarina Maria | HoqueiPatins.pt

A selecção nacional de hóquei em patins defronta hoje às 20h30 a Argentina na partida que fecha as meias-finais da 68ª edição da Taça das Nações, também designada "Torneio da Páscoa ", que se joga em Montreux, Suíça, desde 17 do corrente. A presença na meia-final é fruto do soberbo desempenho na fase de grupos em que bateu a favorita Espanha, campeã do mundo, por 4-3. Depois de vencer, ontem, a Suíça por 11-4, Angola beneficiou da "ajuda " de Portugal que, na derradeira jornada, empatou com a renovada Espanha por 4-4.

Sem qualquer vitória sobre os lusófonos do grupo, a Espanha teve de contentar-se com a disputa das classificativas do quinto ao oitavo lugar.É a repetição do feito de 2013 e 2015, quando o conjunto nacional chegou à meia-final do torneio helvético, o mais prestigiado da modalidade a nível mundial. Em 2013, Angola foi terceira classificada, o seu melhor registo de sempre.

Nesta edição, os "rapazes de Fallé " vão bater-se para alcançar ou melhorar aquele registo. O adversário de hoje é tão-somente o detentor do troféu da Taça das Nações. Os argentinos viram Angola desfeitear a Espanha e sabem que, se brincarem, podem cair aos pés dos campeões africanos. Que não abusem do favoritismo de que são donos.

Angola chega a esta fase do torneio moralizada, após goleada sobre a Suíça e com um dos seus atletas a dominar a lista de marcadores. Anderson Silva soma seis golos, isolado, e é uma das principais atracções na sala de jogos de Montreux.

Solidez defensiva associada à rapidez no urdir das jogadas ofensivas são os ingredientes do jogo de Angola que tem deixado os adversários com dificuldades para contrapor. À parte, Martin Payero vai viver um dia de emoções ímpares. Nascido na Argentina e depois de ter jogado com as cores alvi-celestes, Payero é hoje uma seta direccionada à baliza do país sul-americano. E tal como foi diante da Espanha, pode recorrer à sua ampla experiência e ser letal.

Na outra meia-final, Portugal defronta a Itália que terminou o grupo A na segunda posição. Angola, recorde-se, quedou-se na segunda posição do grupo preliminar B, atrás de Portugal e à frente da Espanha.  Nesta fase, Angola perdeu por 2-4 diante de Portugal.  A Argentina é detentora do troféu.