Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Argentinos so favoritos vitria

Joo Constantino, Namibe - 23 de Setembro, 2013

Seleco da Argentina procura segunda vitria para cimentar a liderana do grupo B que decorre na provncia do Namibe

Fotografia: Paulo Mulaza

A selecção da Argentina busca a sua segunda vitória no 41º campeonato do mundo de hóquei em patins, quando defrontar hoje, às 15 horas, a selecção da Alemanha, no primeiro jogo do segundo dia de competições do grupo B no pavilhão Welwitschia mirabilis na província do Namibe.Os argentinos surgem como favoritos à vitória, mercê da sua posição do ranking do Comité Internacional de Rink Hockey, ao contrário dos Alemães que procuram um lugar na fase seguinte. A pesar de vencerem ontem os uruguaios, os alemães vão ter de se empenhar a fundo para levar de vencida os argentinos.

Com quatro títulos mundiais no “currículo”, Argentina é selecção do primeiro “mundo”, a par de Espanha e de Portugal. Logo, os alemães não têm possibilidade para vencer a partida. Carlos Lopes, capitão da selecção da Argentina, disse ao Jornal dos Desportos que os jogos da primeira fase servem apenas para traçar a trajectória para a final da competição.

“Viemos nesta competição procurar ser campeões do mundo. Conhecemos os jogadores da Alemanha, França e Uruguai e vamos fazer tudo para vencer todos os jogos”, disse o capitão da Argentina, Carlos Lopes.A julgar pelas palavras do capitão da selecção da Argentina, os jogos da primeira fase do campeonato mundial no pavilhão welwitschia mirabilis do Namibe serve de preparação para a disputa da final que pretendem vencer.“Vamos preparar cada jogo com muito cuidado. Somos uma selecção que as outras querem vencer por sermos os vice-campeões do mundo. Por isso, vamos trabalhar para vencer cada jogo”, afirmou.O capitão da Argentina prometeu muita “luta e trabalho” para conquistar o título de campeão mundial em Angola.

URUGUAI – FRANÇA
Franceses têm jogo fácil


Depois de comprido os jogos da primeira jornada, França e Uruguai disputam hoje o jogo decisivo para as suas ambições na segunda fase. Os franceses são apontados como favoritos à vitória, tendo em conta a boa preparação feita ao longo de mais de seis meses.Com olhos na organização do campeonato do mundo de 2015, na cidade de…., os franceses entram na pista com objectivos de ensaiar os esquemas tácticos que os leve ao título.Com uma selecção rejuvenescida, os jovens europeus buscam experiências, contrariamente aos sul-americanos que chegaram a Angola na condição de repescado e sem preparação.

A França é considerada uma selecção do segundo escalão mundial a par de Angola. O bom trabalho em curso dá-lhe garantia de conquistar a primeira vitória na sua colheita do campeonato mundial. Ontem, baquearam diante dos argentinos.Os uruguaios, apesar de ocuparem o quarto lugar no campeonato mundial B disputado na África do Sul, em 2012, não dispõem de arcaboiços para superar os franceses.

O técnico da selecção do Uruguai Marti Battistoni reconhece que hoje tem um grande adversário pela frente, mas a sua equipa não vai baixar os braços diante da favorita França.“Estamos aqui para fazer o nosso campeonato. Chegamos aqui e queremos alcançar a outra fase”, disse.Marti Battistoni reconhece que “a França é uma grande selecção, tem um conjunto coeso”, que merece o respeito de todos. Essa “valentia” vai ter de demonstrar na pista, porque “diante dela está uma outra selecção a ter em consideração neste campeonato mundial”
Apesar do optimismo dos uruguaios, os dados estatísticos apontam os franceses como favoritos à vitória no jogo de hoje.JOÃO CONSTANTINO | NAMIBE

PATRÍCIA COSTA
Árbitra angolana
surpreende mundo


Na sua estreia num campeonato do mundo de hóquei em patins, a juíza internacional angolana Patrícia Costa esteve à altura do primeiro jogo de abertura do grupo D que colocou frente a frente as selecções dos Estados Unidos da América e da Colômbia. A árbitra angolana não teve dificuldades de apitar um jogo de grande risco que envolveu duas selecções equilibradas, do ponto de vista técnico e competitivo. Patrícia Costa esteve bem técnica e disciplinarmente na sua primeira partida num campeonato do mundo. Na condição de árbitra principal, Patrícia Costa teve a responsabilidade de supervisionar a marcação de dez grandes penalidades no jogo entre os Estados Unidos da América e a Colômbia. Patrícia Costa teve ainda a coragem de mandar remarcar uma grande penalidade contra os Estados Unidos da América. O guarda-redes norte-americano movimentou-se antes da  bola partir, violando as regras de jogo.    J C- NO NAMIBE

Espanha
começa em grande


A selecção da Espanha, campeã em título,  começou a defesa do troféu com pé direito, ao derrotar, ontem, no pavilhão multiusos de Luanda, a Suíça, por 9 a 1. A partida que contou para o encerramento da  primeira jornada do campeonato do mundo de hóquei em Patins foi testemunhada por centenas de adeptos.A Espanha entrou para o confronto com toda a pressão, realizando uma movimentação a todo-o-terreno. O bloqueio arquitectado pelo seleccionador espanhol, Carlos Feriche, colocou preso na sua defesa a equipa  da Suíça. Durante o sufoco, que perdurou seis minutos, a Espanha chegou a marcar o primeiro golo aos 2 minutos, através de Marc Gual.

Com o tento madrugador, a Suíça despertou e fechou todas as linhas de jogo pensado pelo conjunto espanhol. Um modelo táctico que surtiu os efeitos programados pelo técnico Gérald Brentini, seleccionador da Suíça. Aguentado este ritmo até ao intervalo, a Suíça não consentiu mais golos.
Por ingenuidade do atleta Jonas Jiminez, da selecção da Suíça, a equipa nórdica desperdiçou uma soberana oportunidade de terminar a primeira parte com empate. O atleta suíço falhou de forma infantil um endosso efectuado por Valérien Van Daniken.

O intervalo foi aproveitado como estímulo para os pupilos de Gérald Brentini. O seleccionador espanhol deu um puxão de orelha aos seus atletas, obrigando-lhes a empreenderem uma outra dinâmica ao jogo.Movimentaram-se com maior perfeição, as triangulações efectuadas foram concretizadas com eficiência, dilatando assim o resultado para 9 a 1.  A segunda parte produziu 9 golos, sendo 8 da Espanha e o tento da consolação foi marcado por Marzia Vanina, da Selecção Suiça.

BRASIL VENCE ÁUSTRIA
Na outra partida da série A, o Brasil goleou, ontem, no pavilhão multiusos de Luanda, a sua congénere da Áustria por expressivos 9 golos sem resposta. Os brasileiros trataram de provar a sua condição de favoritos.  Mesmo a fazer um jogo com pouco dinamismo, a equipa do Brasil, orientada pelo professor argentino Miguel Belbruno, abriu o activo aos oito minutos do primeiro turno com golo de Cláudio Selva “Cacau”.

Cacau é o actual melhor marcador do 41º Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, com cinco tentos. O atleta brasileiro marcou dois na primeira parte e outros três foram na etapa complementar. Os outros golos foram concretizados Jurandyr da Silva “Didi”, com três tentos e Diego Dias com um golo.Noutra partida da noite, Portugal enfrentou o Chile no encerramento da primeira jornada do grupo C, do campeonato mundial de hóquei em patins. Portugal e Chile protagonizaram uma partida renhida. Até ao intervalo, as duas selecções estavam empatadas a um golo.No reatamento, o equilíbrio permaneceu até ao meio da segunda parte. Uma distracção do Chile permitiu a equipa de Portugal chegar a vitória por….

GRUPO C
Selecção da Argentina
confirma favoretismo


A selecção da Argentina começou com o pé direito o campeonato do mundo de hóquei em patins, ao vencer a selecção da França por 3-1, um resultado considerado magro. Apesar da vitória, os argentinos tiveram de se empenhar a fundo para vencer os franceses que deram boa réplica durante os 40 minutos de jogo.Os argentinos abriram o placard com golo madrugador de Mário Figueiroa à passagem do minuto três. Depois os franceses equilibraram o jogo e chegaram mesmo a dominar nos últimos cinco minutos do primeiro tempo.

No reatamento, Carlos Nicolia aumentou o resultado para 2-0, aos seis minutos de jogo, quando a França tentava chegar ao empate.
Wilfred Roux reduziu para a França aos 16 e Carlos Lopes fechou o resultado para Argentina. Foi uma partida em que ambas as equipas mostraram as razões que as levam a ser consideradas candidatas à segunda fase do grupo B do 41º campeonato do mundo de hóquei em patins, Angola-2013.

ALEMANHA
GOLEIA URUGUA
I

A selecção da Alemanha estreou-se ontem com vitória ao golear por 10 a 1 a selecção do Uruguai. Os uruguaios repescados à última hora não tiveram argumentos para travar a avalanche do ataque alemão que à entrada do minuto cinco já vencia por quatro golos a zero. Com favoráveis 5 a 0 ao intervalo, os alemães bem dotados técnica e taticamente decidiram fazer um resultado folgado. Os golos no primeiro tempo foram marcados por Lucas Karschau, duas vezes, Sérgio Pereira e Yannick Peink.

Para fechar o resultado gordo, marcaram ainda pela Alemanha Félix Bender, Kai Milewki e Sergio Pereira. Pelo Uruguai Mateo Scarpita marcou o golo de honra. O cansaço da viagem e a chegada tardia a Angola foi apontada como a causa que esteve na base da goleada sofrida, segundo o técnico-adjunto do Uruguai Jorge Escobar. No encerramento da jornada do grupo D, a Itália venceu Moçambique por 2 a 0, numa partida equilibrada. JOÃO CONSTANTINO | NAMIBE

FICHA TÉCNICA

Pavilhão: Multiusos de Luanda
Arbitragem: Costa  (Argentina) /Guilherme (Portugal)
Assistência: 2000 pessoas
ESPANHA: (9): 1- Hernandez,  2-Perz (2), 3- Gual,  4- Barroso, 5- Selva (1), 6-Bargallo (1), 7-Adroher(3), 8-Torner(1), 9- Gil (1),  10- Grau
Treinador: Carlos Feriche

SUIÇA: (1): 1- Muhlheim, 2- Nicola Imhof, 3-Matti Thibaut, 4- Jonas Jimenez,5-Simon, 6- Vanina, 7-pascal Kissling, 8- Joshua Imhof, 9- Van Daniken (1), 10- Guillaume Obusan.
Treinador: Gerald Brentini
Intervalo: 1-0 
Final do jogo: 9-1