Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Bem na fotografia

Matias Adriano - 23 de Julho, 2013

Manuel Vicente regressou ao seu gabinete de trabalho sensibilizado com o excelente trabalho que está a ser desenvolvido

Fotografia: Jornal dos Desportos

Já contamos os dias que nos separam do arranque do Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins. Dia após dia, Angola abre-se sorridente para o Mundo, pois já não falta muito para o início do evento.

Por esse motivo, assistimos a um ambiente frenético a nível organizativo. O país multiplica esforços, fazendo com que tudo se ajeite ao detalhe, evitando correrias de última hora. Aliás, com a experiência que trás da organização de eventos anteriores, Angola já não dá azo a críticas, vindas daqueles que enxergam apenas o mal, mesmo na presença de outras acções merecedoras de elogios. Daí o esforço a que assistimos no dia-a-dia.

Na semana passada, o vice-Presidente da República visitou o pavilhão Arena de Luanda, nesta altura a receber os retoques finais, e gostou do que viu. Manuel Vicente regressou ao seu gabinete de trabalho sensibilizado com o excelente trabalho que está a ser desenvolvido, e mais do que isso, convicto da resposta que Angola promete dar ao Mundo.

Quem acompanhou o vice-Presidente da República pôde também fazer a “leitura” do esforço que os operários estão conjugar no sentido de mostrarem a sua capacidade. O cepticismo, para quem o revelou um dia, perdeu espaço a favor do optimismo que, de resto, sempre acompanhou os angolanos bem intencionados, que acreditam na capacidade de realização do país.

A referência ao Arena de Luanda é extensiva ao pavilhão do Namibe. Também são animadoras as notícias que nos vão chegando da terra da welwicthia mirabillis. O pavilhão que receberá os jogos está igualmente na fase conclusiva, e outras estruturas, que acerta altura criaram alguma inquietação, estão adiantadas.


Zeca Amaral pretende maior
aproveitamento dos recintos



Otreinador de futebol do FC Bravos do Maquis, Zeca Amaral, apontou recentemente, no Luena, a construção dos pavilhões entre os benefícios da organização do “mundial” de hóquei em patins, em Setembro próximo, e alertou que o seu aproveitamento não deve ter o rumo dos quatro estádios construídos no âmbito do CAN de Futebol, que o país organizou em 2010.

“Por fazer parte de fazedores do desporto, estamos atentos aos erros do passado e penso que vamos corrigir”, disse a respeito do aproveitamento das infraestruturas desportivas em construção, nomeadamente os pavilhões Arena de Luanda e multiuso do Namibe e de Malange, que vai acolher a Taça Internacional Ze Dú. É desejo do antigo seleccionador de futebol ver o hóquei em patins expandir-se depois do “mundial” por todo país, considerando que este seria o maior benefício, em função dos investimentos que o governo está a empreender para que a competição seja um êxito.

Entre os benefícios apontados por Zeca Amaral, consta a “inserção do nome do nosso país no concerto das nações que vão falar de Angola durante o tempo que durar a prova”, além das infraestruturas aeroportuárias, estradas e a exploração do turismo, com Namibe a ser a principal beneficiária neste capítulo, devido ao seu potencial turístico.

Relativamente à disputa da prova, Zeca Amaral disse será muito difícil para o “cinco” nacional conquistar os objectivos propostos (quarto lugar), pois encontrará pela frente as selecções mais cotadas do Mundo. Ainda, “estou em crer que, com a vontade dos angolanos e a jogar com o nosso público, tudo é possível”, admitiu.
Daniel Melgas, Luena


JORNALISTAS
Kangandala acolhe campanha de divulgação


O município de Kangadala, em Malange, iniciou a campanha local de divulgação do “mundial” e do torneio da FESA de hóquei em patins.

O evento serviu para promover a modalidade, tendo em conta o evento mundial que se avizinha, e o torneio internacional Taça Zé Du a realizar-se em Agosto próximo nesta província.

No âmbito da actividade, foi realizada uma partida de hóquei em patins entre os mistos A e B de Kangandala, assim como foram entregues equipamentos de patinagem, Além da partida de hóquei em patins foi realizada uma gincana de patins. Eventos do género terão lugar nos próximos dias nos municípios de Calandula, Cacuso e Caculama.