Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Cohoquei anuncia a venda de bilhetes

03 de Setembro, 2013

Comissão Executiva daquele Comité, começa amanhã a vender os bilhetes para a prova agendada

Fotografia: Jornal dos Desportos

O comité organizador do Campeonato do Mundo de hóquei em patins (Cohoquei) começa amanhã a vender os bilhetes para a prova agendada entre 20 a 28 do corrente, anunciou Carlos Alberto Jaime “Calabeto”, coordenador da Comissão Executiva daquele Comité.

Falando ontem no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, durante uma conferência de imprensa para abordagem do estado de preparação da prova, o responsável disse que todos os aspectos estão salvaguardados para uma prova de sucesso, desde alojamentos, bilheteiras, aspectos técnico-desportivos, área médica, marketing, transportes e segurança.

“De uma maneira geral há algumas questões ligadas à parte operativa do evento, em que destacamos, para o dia 4 do corrente, a colocação dos bilhetes à venda em algumas agências do BPC, banco com o qual temos um protocolo”, anunciou.

Paulo Branco, da Sinfic, empresa que gere a venda de bilhetes do mundial, disse que foram seleccionadas 23 agências do BPC, das quais 9 em Luanda, 2 no Namibe, 3 no Huambo, 2 na Huíla, 2 em Benguela, ao passo que as províncias do Bengo, Malange, Kwanza-Norte, Kwanza-Sul e Cabinda terão venda numa agência.
Além das agências bancárias, os bilhetes podem ser adquiridos em Luanda, na Assembleia Nacional, onde estará um posto de vendas reservado as entidades, e na sede do Sinfic, no Namibe. 

O empresário disse que outros pontos de venda serão anunciados oportunamente e assegurou que, nos dias de jogo, as bilheteiras dos pavilhões venderão bilhetes. Para os estrangeiros e pessoas interessadas que estejam fora do país, Paulo Branco disse que “têm possibilidade de proceder à reserva de bilhetes através da Internet”.

Haverá duas tabelas de preço distintas para bilhetes em Luanda e no Namibe, entre 200 kz e 2.000 kz, ao passo que no Namibe os bilhetes custam entre 200 a 500 kz. Os preços dos camarotes, em Luanda, custam 10.000 kz por lugar, ao passo que no Namibe custam 4.000 kz.

O Comissário-Chefe Paulo de Almeida, coordenador da sub-comissão de segurança, anunciou um programa de reforço da capacidade técnico-operacional, já em curso, para o mundial. O referido programa começou com a formação em gestão de eventos de 366 efectivos para Luanda e 200 para o Namibe.

O  Segundo Comandante-Geral da Polícia Nacional anunciou que estarão directamente envolvidos na protecção e segurança do mundial 2.533 efectivos, sendo 1.861 para Luanda e 672 para o Namibe. “Não obstante a situação diária da criminalidade, estamos convictos de que estamos prontos para realizar esta missão”, garantiu.