Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

COHOQUEI sublinha prontidão

14 de Setembro, 2013

Está tudo a postos para o arranque da competição

Fotografia: Jornal dos Desportos

O coordenador da Comissão Executiva do Comité Organizador do Mundial de Hóquei em Patins Carlos Alberto Jaime «Calabeto» disse em Luanda, que a organização do mundial da modalidade foi atribuída a Angola pelo Comité Internacional de Rink Hockey (CIRH) por ter em conta a sua comprovada experiência na organização de grandes eventos desportivos internacionais.

Em entrevista exclusiva a  Angop  Carlos Alberto Jaime referiu ainda a  competência de Angola na organização de competições desportivas de prestígio internacional, como o «Torneio José Eduardo dos Santos» e o mundial de clubes da modalidade,  além do CAN 2010 e campeonatos africanos de basquetebol e andebol.

O presidente da Federação Angolana de Patinagem destacou o notório crescimento económico que o país tem registado, depois de ter alcançado a paz em 2002 como factor que pesou na decisão final do CIRH. De acordo com o coordenador do Comité Organizador da 41ª edição do Mundial de Hóquei em Patins Angola2013, «está tudo a postos» para o arranque da competição  que espera venha a tornar Angola  pelas condições criadas, referência mundial na organização de provas do género.

Carlos Alberto Jaime destacou a mobilização de todo o país em prol da realização do evento, citou o exemplo de sectores da economia nacional como a restauração e toda a máquina organizativa que trabalha para a «afinação dos últimos detalhes» do evento.

O entrevistado manifestou a convicção de que Angola atinja os «lugares cimeiros» da competição, e com isso, melhorar a sexta posição conquistada em 2009, em Vigo, em Espanha.

Para atingir esse objectivo referiu Angola apostou seriamente na preparação da sua Selecção Nacional com a realização de estágios dentro e fora do país e a participação em torneios internacionais de renome. Carlos Alberto Jaime informou que a apresentação oficial do disco alusivo à prova e a «afinação» dos preparativos da cerimónia de abertura à altura da grandeza da competição, listam-se entre as últimas tarefas a cumprir pelo Comité Organizador.

“Calabeto» aproveitou a entrevista exclusiva a Angop para esclarecer a opinião pública nacional e internacional sobre a questão da denominação oficial do pavilhão que vai acolher de 20 a 28 de Setembro o Mundial de Hóquei em Patins. Denomina-se “Pavilhão Multi-Desportivo de Luanda», tem a capacidade para albergar 12 mil espectadores, e vai acolher as cerimónias de abertura e encerramento do Mundial «Angola2013”.

“Trata-se de uma obra que orgulha todos os angolanos”, afirmou. Nove meses foi  o tempo recorde de construção do “Pavilhão Multi-Desportivo de Luanda” que vai ser inaugurado na próxima terça-feira data que coincide com as comemorações do “Dia do Herói Nacional» em homenagem ao primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto.


Comité da prova
deseja boas vindas


O coordenador da Comissão Executiva do Mundial de Hóquei em Patins, Carlos Alberto Jaime «Calabeto», desejou boas vindas aos visitantes, sublinhou a ansiedade dos angolanos de receber os seus convidados e proporcionar um campeonato exemplar.

Carlos Alberto Jaime disse ainda a Angop em Luanda quando abordava os aspectos organizativos do campeonato, esperar que exista interacção positiva entre as nações, com intercâmbio cultural, numa prova onde os anfitriões possam mostrar hospitalidade e as suas potencialidades turísticas.

Augurou um mundial competitivo recheado de actos de “far-play”. «Estas são as palavras de conforto de boas vindas a todos os que vão estar presentes não só do ponto de vista desportivo, mas do ponto de vista de intercâmbio entre todas as nações», frisou o presidente da Federação Angolana de Patinagem.

As selecções concorrentes ao 41º mundial são aguardadas no país a partir de segunda-feira para uma prova dividida em dois grupos de duas séries.
Luanda  alberga o grupo «C», com as selecções de Angola, Portugal, África do Sul e Chile, e o «A» com Espanha, Suíça, Brasil e Áustria.

Na província do Namibe são disputados os grupos «B» constituídos pela França, Argentina, Alemanha e Uruguai, esta última em substituição da Inglaterra e o «D» que integra a Itália, Estados Unidos, Colômbia e Moçambique.


Agências estão disponíveis


As agências de viagens e de turismo que operam na província da Huíla estão prontas e disponíveis a auxiliar e prestar serviços por toda a região e não só, no quadro do 41º Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, a disputar-se de 20 a 28 deste mês em Luanda e Namibe.

Entrevistado pela Angop no Lubango quando faltam cinco dias para o arranque do campeonato inédito em África, os responsáveis das agências «Mix Tur» e «Nóbrega Viagens e Turismo» afirmaram estar preparados para eventuais solicitações de turistas nacionais e estrangeiros.

A gerente da agência Mix Tur  Indira Carina  informou que a sua empresa ainda não recebeu qualquer solicitação de turistas, mas garantiu estar tudo preparado para eventuais pedidos para as cidades do Namibe e de Luanda, assim como para outras partes do país.

De acordo com a entrevistada a agência que dirige tem vários pacotes, principalmente no segmento do turismo, com realce para locais da cidade do Namibe e do Lubango.

“Também fazemos reservas de hotéis, viagens e alugueres de automóveis, por isso, estamos preparados para levar e apoiar os visitantes às províncias da Huíla e do Namibe”, realçou.

O responsável da agência “Nóbrega Viagens e Turismo”, Joaquim Manuel, informou que a sua instituição já manteve contactos com a direcção do Cohoquei para credenciamento de viaturas e de pessoal em serviço. “A nível da Huíla está tudo preparado para que as solicitações sejam atendidas, pois existem meios para transportação de turistas e para aluguer, assim como guias turísticos para os solicitantes”, frisou.

Explicou que têm recebido ligações por telefone a solicitar informações a respeito das frequências de voos na região,


Promoção
Disco Rola Angola
vendido no Namibe

O Disco Compacto “Rola Angola”, de promoção do 41º Mundial de Hóquei em Patins, de 20 a 28 deste mês em Angola, foi ontem comercializado na cidade do Namibe ao preço de mil kwanzas.

A sessão de venda e autógrafos decorreu no mercado municipal do Namibe, onde mais de quinhentos exemplares estiveram à disposição do público.
 Participam no disco os músicos Livongh, Yuri da Cunha, Nanuto, Noite e Dia, Zoca Zoca, Kalibrados, Sandokan, Madruga Yoyo, MPK, Irmãos de Almeida,  Maya Cool e o cabo-verdiano Grace Évora.

O CD do 41º Mundial de Hóquei em Patins foi gravado no país, misturado e masterizado em Portugal. Em declarações à Angop, um dos compradores do disco apelou aos namibenses a dignificarem a província, cuja população sempre foi hospitaleira em eventos de grande dimensão.

O sociólogo Gaspar Madeira disse que “a cultura e o desporto são componentes que se intercalam e o disco veio complementar esse casamento”.