Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Crianas e adolescentes procuram o Mundial na Hula

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 31 de Maio, 2013

Crianas e adolescentes de trs provncias amanh na cidade do Lubango

Fotografia: Jornal dos Desportos

A V edição do festival de patinagem inter-provincial denominado ‘Huíla Festipatim’ movimenta amanhã, a partir das 9h00, no pavilhão gimnodesportivo do Benfica do Lubango, hoquistas das províncias da Huíla, Namíbe e Benguela nas categorias de infantis em masculinos. O evento enquadra-se nas festividades do Dia Internacional da Criança que se comemora amanhã em todo o mundo.

As escolas de patinagem locais, nomeadamente, Clube 1º de Dezembro e Juventude do Lubango participaram neste evento; da província do Namibe foram convidadas as equipas do Clube Atlético e Ferroviário,  enquanto Benguela faz-se representar com uma equipa.

O presidente da Associação Provincial de Patinagem da Huíla, Hernâni Santos, assegurou ontem ao Jornal dos Desportos que a presença da província de Benguela na prova constituiu uma inovação e visa contribuir no desenvolvimento da modalidade na região Sul.

“Estamos a realizar acções para que a província de Benguela seja inserida no Festipatim. Por isso, a organização trabalha para contar com a presença de hoquistas daquela província”, garantiu.

O Festipatim vai comportar jogos de hóquei em patins, gincanas, corridas de patins e danças. As condições estão criadas para que as crianças possam brindar o dia com uma “grande festa”. A organização do evento, a expensas da Associação da Huíla, vai aproveitar o certame para publicitar o campeonato do mundo de hóquei em patins que o país acolhe de 20 a 28 de Setembro nas cidades de Luanda e do Namibe.

EFEITOS DO MUNDIAL

Os efeitos da realização do campeonato do Mundo de hóquei em patins em Angola já começam a fazer-se sentir na província da Huíla. A demanda de adolescentes e de crianças no processo de massificação aumentou, consideravelmente, desde o anúncio do primeiro campeonato mundial em África. A constatação é do coordenador técnico da Associação da Patinagem da Huíla, Nelo Torres.

O responsável associativo assegurou que o grande ‘calcanhar de Aquiles’ no processo de massificação é o material desportivo, concretamente, patins.
“O número de praticante na massificação é exagerado, porque a cada dia vemos muita adesão de petizes ávidos de aprender o ABC da patinagem nos locais de treino. Já atingimos 100 praticantes, resultantes da publicitação do mundial”, disse.

Para suprir a carência, o coordenador técnico disse que manteve contactos com a Federação Angolana da modalidade, da qual recebeu a promessa de ser apoiado a qualquer momento. “Vamos ultrapassar as dificuldades, porque a Federação tem um programa nacional de distribuição de material às associações, principais executoras do processo de massificação nas províncias”, salientou.


PREPARAÇÃO
Director aponta crescimento da selecção


A selecção nacional está a demonstrar crescimento nos aspectos competitivos durante o estágio que está a efectuar em Barcelona, admitiu Mário Correia “Bala”, director para a alta competição da Federação Angolana de Patinagem (FAP). O responsável considera ser cedo para avaliar os resultados do estágio, mas refere que os indicadores são bons.

A selecção nacional perdeu, 8-6, no primeiro amistoso, diante da equipa espanhola do Vendrel, vencedor da Taça Cers e 3º classificado da OK Liga e empatou com o Barcelona B, por cinco golos.

“Fizemos jogos com adversários de alto nível; o Vendrel não precisa de comentários e o Barcelona actuou com três atletas da equipa principal e foi um grande jogo. O número de golos que estamos a sofrer deve-se ao facto de não estarmos a jogar com o nosso guarda-redes principal”, disse. Mário Correia disse que há a ressaltar o facto da selecção nacional ter conseguido marcar com sete jogadores, contrariamente a outros tempos em que eram dois ou três atletas que faziam os golos.

O responsável considera que o jogo colectivo da equipa está a mudar para melhor, fruto da nova dinâmica imprimida pelo seleccionador nacional. “O sistema de jogo que está a ser adoptado pelo nosso treinador permite melhor circulação de bola e a criação de cortinas que permitem a qualquer atleta, mesmo os mais recuados, aparecer de frente ao guarda-redes adversário”, disse.

Orlando Graça, seleccionador nacional, tem contado nos últimos tempos com os préstimos de Carlos, atleta do Geig de Girona, que integrou o grupo da selecção à última hora. O próximo jogo amistoso da selecção nacional vai ser no dia 3 de Junho, diante do Réus, da OK Liga, principal campeonato de Espanha, e no dia 4, a selecção defronta o Igualada, do mesmo campeonato.A selecção nacional defronta, em dois amistosos, a congénere de França em Saint Tropez, entre os dias 10 e 13 de Junho.
SILVA CACUTI


FORMAÇÃO
Equipas femininas
na agenda da Huíla


Uma equipa feminina de iniciados e outra de juvenis de hóquei em patins estão a ser preparadas, na cidade do Lubango, para participar em competições oficiais. A revelação é do coordenador técnico da Associação Provincial da Huíla, Nelo Torres. O responsável associativo assegurou que a classe feminina conta com 25 praticantes, das quais 12 já patinam “sem problemas” e brevemente “vão evoluir ao mais alto nível técnico-competitivo”.

“Estamos a preparar uma surpresa na Huíla e a qualquer momento pode despoletar”, admitiu.

Nelo Torres afirmou que muitas meninas com idades entre os cinco e oito anos de idade estão a aderir à modalidade e não participaram na corrida de estrada, realizada no último fim-de-semana, por falta de material desportivo.
GAUDÊNCIO HAMELAY, NO LUBANGO