Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Cultura contribui para promover Mundial

16 de Maio, 2013

Campeonato do Mundo de hóquei, vai incluir realizações cultural

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os aspectos culturais estarão espelhados no mundial de hóquei em patins, entre 20 e 28 de Setembro na capital e no Namibe, sobretudo porque o líder do país é amante do desporto e da cultura, afirmou terça-feira o delegado de tutela em Luanda, Manuel Sebastião.

 Ao falar à Angop sobre o contributo da cultura na promoção do campeonato, disse acreditar que as questões culturais serão tidas em conta, sendo também um factor que pode valer para o êxito que se pretende por via de exposições de artes, realização de espectáculos musicais, venda de livros, discos e promoção da gastronomia.

 O responsável, que coordenou as actividades culturais por ocasião do CAN2010, socorreu-se da experiência para justificar a crença no sucesso cultural da competição inédita em África.

 Para ele, além do Comité Organizador acautelar a questão cultural, em situações do género tem sido importante a presença da ministra do sector, Rosa Cruz e Silva, e fundamentalmente do Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos.

 Manuel Sebastião lembrou ter vivido momentos memoráveis durante a preparação do CAN2010 como o dia em que foram convocados pelo chefe do executivo para explicações sobre a organização cultural da prova.

 “O mundial de hóquei acontece porque em termos desportivos temos evoluído e porque também o país já deu provas de capacidade organizativa de grandes eventos. O mundial acontece por termos um líder que é o maior activista do desporto e da cultura nacional”, frisou.


MUNDIAL
Angola Music Awards
"Casa" cultura e desporto

A comissão organizadora da primeira edição do Angola Music Awards (AMA) pretende conciliar a cultura e o desporto, o hóquei em patins em particular, para ajudar na divulgação do mundial da modalidade que Angola vai albergar. 

Daniel Mendes, mentor do projecto que em Agosto vai distinguir os artistas mais destacados divididos em 25 categorias, explicou terça-feira à Angop que a promoção do campeonato está entre as prioridades do AMA por se tratar de um evento de dimensão mundial.  “Nosso espectáculo será antes.

Vamos aproveitar e fazer um casamento entre as duas actividades para dar mais visibilidade ao campeonato do mundo que o nosso país vai albergar”, referiu durante a abordagem sobre o contributo da cultura na realização do evento. 

No entanto, o organizador do Angola Music Awards frisou que deverá contactar o Comité Organizador do Mundial para traçarem estratégias sobre a divulgação do campeonato.  A primeira edição do AMA vai premiar 25 categorias, com destaque para melhor Kizomba, Semba, Kuduro, Rap, produtor, música do ano (…) envolvendo as 18 províncias do país.  No mundial, a ter lugar no Namibe e Luanda de 20 a 28 de Setembro deste ano, Angola faz parte do grupo C, ao lado de Portugal, Chile e África do Sul.