Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Espanha é séria favorita

João Francisco - 26 de Setembro, 2013

Atletas espanhóis estão esperançados na conquista do 16º título mundial no próximo sábado em Luanda para se distanciar do arqui-rival Portugal no ranking mundial

Fotografia: Kindala Manuel

A selecção da Espanha procura hoje, a partir das 14h30, o passe para as meias-finais do 41º Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, quando defrontar a sua congénere da França no pavilhão multiuso de Luanda.

Os espanhóis, na qualidade de campeões em título, assumem-se como candidatos à conquista do passe para as meias-finais.
Com maior ou menor dificuldade, os espanhóis devem afastar os franceses, que também almejam uma boa campanha. A França nunca subiu ao pódio em eventos mundiais desta modalidade.

Equipas prováveis
O treinador espanhol, Carlos Ferreiche, colocou ontem de “prevenção” todos os jogadores com os quais poderá contar, nomeadamente, Sergi Fernandes, António Perez, Marc Gua, Xavier Barroso, Josep Selva, Jordi Bargallo, Jordi Adroher, Enric Torner, Pedro Gil e Ricardo Maja.

A França, sob a batuta de Fabien Savreux, deverá contar com Alan Audelin, Mathieu Guibot, Wilfried Roux, Anthony Weber, Cirilo Garcia, Mathieu Leroux, Alberto Morales, Forent David, Omar Nedder e Xavier Tanguy.

Trajectórias das equipas
Para chegar aos quartos-de-final, a Espanha começou por vencer, no Grupo A, a Suíça (9-1), goleou depois a Áustria (0-11) e derrotou o Brasil (5-3) no jogo das decisões.

Já a França que terminou a fase de apuramento na segunda posição do Grupo B com 6 pontos, atrás da Argentina (9), perdeu o jogo inaugural com o líder da série, Argentina (1-3), goleou o Uruguai (0-13) e fechou a campanha da primeira fasedo campeonato mundial com uma vitória pela diferença mínima diante da Alemanha (1-0).


FRENTE A MOÇAMBIQUE
Portugal em vantagem no encontro da lusofonia

Portugal volta a ter um encontro da lusofonia no 41º Campeonato do Mundo de hóquei em patins. Desta feita, a formação portuguesa defronta hoje, a partir das 18h30, no Pavilhão Multiusos de Luanda, a selecção de Moçambique, para os quartos-de-final do Mundial.

A formação portuguesa é favorita à conquista do passe para as meias-finais, atendendo ao seu potencial e ao seu estatuto de candidata ao título da prova.
Na última edição, o detentor de 15 títulos mundiais, Portugal, quedou-se no terceiro lugar.

Após ter realizado uma excelente trajectória nos três jogos do Grupo C, preliminar, os comandados de Luís Sénica já têm traçada a estratégia para vencer os moçambicanos.

Para Luís Sénica o mais importante, de agora em diante, é concentrar as ideias em cada jogo para alcançar os objectivos.
“Os bons e maus momentos que a equipa enfrentou, nos jogos da fase de apuramento, ficaram para a história”, acrescentou.

Ciente das dificuldades que a sua equipa pode enfrentar frente aos moçambicanos, Luís Sénica afirma que a sua selecção vai saber gerir o jogo.
“Sei que vamos encontrar algumas dificuldades diante de Moçambique, porque é uma selecção que joga bem o seu contra-ataque e sabe bem o que quer neste campeonato”, disse.

O técnico referiu, ainda, que mesmo que os moçambicanos causem alguma dificuldade, “o objectivo da equipa é ganhar”.

Na fase preliminar, Portugal fez o primeiro jogo com a selecção do Chile, à qual venceu por 5-3, goleou a África do Sul por 21-2  e Angola na última jornada por 5-1.
O técnico principal da selecção moçambicana, José Querido, disse que após a derrota do jogo inaugural diante da Itália, “que a equipa só pensa em vitórias, para chegar ao objectivo final”, realçou.

O sistema de jogo usando o método de tácticas rápidas para dificultar a vida ao adversário é o sistema a ser usado por José Querido.
Rosa Panzo.


PREVISÃO
Jornalista moçambicano
acredita na qualificação


O jornalista da Soico Televisão de Moçambique (STV) Aristides Cavele disse ontem, na cidade do Namibe, que acredita na qualificação da selecção de Moçambique para as meias-finais do Campeonato do Mundo de hóquei em patins.

Em entrevista à Angop, para comentar a prestação da selecção moçambicana na primeira fase, assim como perspectivar o jogo diante de Portugal, o jornalista disse que Moçambique tem possibilidades de vencer a partida com os portugueses.

Aristides Cavele justificou que o actual treinador de Moçambique é português e já treinou a selecção, por isso conhece muito bem a forma de jogar dos atletas de Portugal, assim como alguns jogadores que integram a selecção moçambicana que actuam no campeonato português.

“Portugal é um favorito reconhecido. É preciso também reconhecer que grande parte dos jogadores da selecção moçambicana actua em Portugal e conhecem muito bem a realidade do hóquei em patins em Portugal. O nosso seleccionador é português e já foi técnico de Portugal”, realçou o profissional da comunicação social.
Para ele, o facto de Moçambique ter-se qualificado para os quartos-de-final já demonstra a intenção de melhorar ou manter a pontuação obtida no último campeonato do Mundo realizado em San Juan, Argentina, no qual ficou em quarto lugar.

Aliás, o técnico da selecção José Querido prometeu melhorar a classificação obtida em San Juan.