Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Mundial pode relanar a modalidade em frica

Silva Cacuti - 27 de Maio, 2013

Membros do Comit Organizador estiveram recentemente em Roma

Fotografia: Jornal dos Desportos

A realização do Campeonato do Mundo de hóquei em patins em Angola pode servir de rampa para o relançamento da modalidade no continente africano, admitiu Pedro Azevedo, vice-presidente do Comité Internacional de Rink Hockey para África e coordenador adjunto do comité organizador da prova (COHOQUEI).

Falando a propósito da apresentação do plano de desenvolvimento para a patinagem em África, feita em Roma, durante uma audiência concedida ao coordenador do COHOQUEI, Carlos Alberto Jaime, por Sabatini Aracu, presidente da Federação Internacional de Roller Skating (FIRS), o nosso interlocutor revelou que é intenção do COHOQUEI convidar dirigentes de alguns países africanos para presenciarem o Campeonato do Mundo.

“Estamos convictos de que esta é uma oportunidade para mobilizarmos o continente em torno da patinagem e não só, por isso, vamos convidar dirigentes de alguns países que têm mantido contactos e demonstrado algum interesse em desenvolver o hóquei em patins. São os casos do Benin, Senegal, Cabo verde, Egipto e vamos também convidar todos os países da Zona VI”, disse.

Pedro Azevedo disse que a ideia é convidar os ministros dos Desportos dos países em causa e, para aqueles que têm alguma estrutura relacionada com a patinagem, o respectivo presidente.

O Campeonato do Mundo disputa-se pela primeira vez em África e conta com três países do continente inscritos: Angola, Moçambique e África do Sul. A África do Sul está inserida no grupo preliminar C, ao lado de Angola, Portugal e Chile.

O grupo A é liderado pela Espanha, e integra o Brasil, Suíça e Áustria. No grupo B, estão as selecções da Argentina, Inglaterra, Alemanha e França ao passo que no grupo D, encabeçado por Moçambique, constam as equipas da Itália, EUA e Colômbia. No sábado, o COHOQUEI fez uma apresentação do Mundial na reunião do Comité Executivo do Conselho Superior dos Desportos em África, para a Zona VI, que decorreu em Luanda, numa das salas de conferências do Hotel Trópico.

COOPERAÇÃO São Tomé e Príncipe apoia Angola O ministro da Defesa e da Ordem Interna de São Tome e Príncipe, Óscar Sacramento, disse sexta-feira, no Lubango, que Angola pode contar com o apoio daquele país, em acções de asseguramento do Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins.

Óscar Sacramento que falava ao Jornal dos Desportos à margem da cerimónia de abertura da segunda sessão ordinária do Conselho Directivo do Ministério da Defesa Nacional, a convite do Ministro da Defesa, Cândido Van-Dunem, disse que o Campeonato do Mundo é mais uma realização desportiva que Angola alberga.

Afirmou que, nos últimos tempos, o país tem estado a organizar grandes eventos não só na área desportiva. Acrescentou que, ao acolher o Mundial de hóquei, Angola demonstra mais uma vez maturidade e capacidade para organizar as competições que tem levado acabo. “Temos assistido a esses feitos.

Isso permite a projecção em matéria desportiva, o que é extremamente importante e espelha a imagem e o crescimento do país. Angola pode contar com o nosso apoio, que é permanente”, assegurou. ARÃO MARTINS, Lubango ANDEBOL Equipas de iniciados e juvenis agitam maratona na Huíla Mais de 170 atletas dos escalões de iniciados e juvenis, em ambos os sexos, participaram sábado, no Lubango, na maratona desportiva promovida pela

Associação Provincial de Andebol da Huíla em alusão ao Dia Nacional da modalidade, assinalado a 20 deste mês. O presidente da Associação de Andebol da Huíla, Zeca Funbelo, disse que não foi possível realizar a maratona na própria data porque as crianças se encontravam inseridas no esquema gimnodesportivo que vão apresentar em Agosto próximo, nos Jogos Militares, que a cidade do Lubango acolhe.

Acrescentou que a situação fez com que a associação local adiasse a programação da jornada de 20 de Maio para o último sábado, 25. Os jogos, realizados no pavilhão anexo número dois localizado no Complexo Turístico e Desportivo da Nossa Senhora do Monte, tiveram início às 9h00 e terminaram às 15h30.

Os mesmos contaram com cinco clubes, sendo cada um representado por duas equipas em iniciados e igual número em juvenis, em ambos os sexos. A modalidade movimenta mais de 1600 praticantes no município do Lubango. Zeca Funbelo referiu que, além dos escalões de iniciados e juvenis, o andebol na Huíla conta com duas equipas na classe de juniores femininos e uma masculina.

A falta de formação de técnicos para melhor expandir a prática do andebol nos municípios é a única preocupação que aflige a associação. Gaudêncio Hamelay, no Lubango CANOAGEM Clube Naval intensifica treinos A preparação da equipa de canoagem do Clube Naval da Ilha de Luanda, para o campeonato nacional, cujo arranque está previsto para o dia oito de Junho, é intensificada a partir desta semana, afirmou Francisco Freire, treinador principal do conjunto.

As correcções, exercícios físicos para a fortificação dos braços, assim como as assistências aeróbicas vão dominar a segunda fase de treinos, que tem estado a decorrer na Baía de Luanda. “Os trabalhos já duram há algum tempo. Nesta fase quase, vamos apenas corrigir os erros e continuar com o programa com maior intensidade.

Estamos bem preparados, temos embarcações para todos os canoistas e isso ajuda muito na preparação”, disse. “O objectivo do conjunto angolano no Africano é conseguir uma pontuação condigna, que supere a que tivemos no último campeonato, na Costa do Marfim, em 2010, em que Angola ficou na segunda posição, com 14 medalhas no geral. Por isso, é que o Campeonato Nacional vai ser disputado nas distâncias de 200, 500 e 1000 metros, o mesmo percurso a ser usado no Campeonato Africano da Tunísia”.

O Clube Naval da Ilha de Luanda é um dos favoritos à conquista do título nacional pelo facto de possuir atletas que já dignificaram o país em competições internacionais, como é o caso do Fortunato Pacavira, Nelson Henriques e Fátima António.
Rosa Napoleão