Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Namibe defende apoio criana

Gaud?ncio Hamelay - Lubango - 15 de Junho, 2017

Benfica do Namibe ficou na segunda posio do torneio

Fotografia: Jornal dos Desportos | Edies Novembro

O treinador de hóquei em patins do Benfica do Namibe defendeu no Lubango a necessidade de haver maior investimento na formação de técnicos e apoios materiais. António Nunes “Tozé” indicou que naquela província há um défice muito grande da falta de técnicos.

O treinador participou da 9ª edição do Festipatins nos escalões de juvenis e juniores realizado domingo no Lubango. Havendo aposta na formação dos técnicos e outros investimentos, António Nunes “Tozé” sustentou que o hóquei em patins vai ganhar outra dinâmica na região Sul do país.

“A falta de formação de técnicos é um grande problema que enfrentamos. Por exemplo, no nosso clube, temos apenas dois técnicos: um especializado e outro sem especialização. Os dois trabalham nas três categorias infantis, iniciados e juvenis. Portanto, temos um défice muito grande de técnicos na província do Namibe”, apontou.

Para inverter o quadro, afirmou ser necessário mais apoios e acções formativas, porque a massa humana vai aparecer. Nesse momento, há uma procura muito grande de atletas.

“Há muita entrega de jogadores. Se não houver material e atenção, dificilmente o hóquei em patins cresce”, disse o treinador, acrescentando que \"é uma modalidade própria com investimentos constantes\". Os 50 atletas inseridos nas diferentes categorias, a equipa técnica e dirigentes praticam o hóquei em patins no Namibe \"com amor\". Para António Nunes e companhia continuam a dar um contributo para manter a massificação da patinagem.

O presidente de direcção da Associação Provincial de Patinagem do Namibe, Zeferino Guto, garantiu que estão a trabalhar para que surjam mais equipas. A província do Namibe conta actualmente com quatro agremiações. Apesar de número reduzido de equipas, Zeferino Guto disse estar satisfeito. \"É positivo. Estamos a trabalhar e se as condições permitirem, creio que o Namibe vai ter uma palavra a dizer no hóquei em patins nacional\", reitera.

 Zeferino Guto reconheceu que as actuais condições económicas do país não são das melhores para realizar com regularidade os intercâmbios provinciais. Contudo, assegurou que estão a trabalhar com a Associação Provincial de Patinagem da Huíla para arrancarem com os campeonatos regionais, a fim de impulsionar a rodagem competitiva das equipas. As equipas do Namibe e da Huila já mantiveram encontros com responsáveis da Federação para ver a oficialização do evento.
Namibe domina
torneio huilano

As equipas da província do Namibe dominaram a 9ª edição do Festipatins disputado no último fim de semana na capital da província da Huíla.
As equipas juvenis do Atlético do Namibe ocupou o primeiro lugar com seis pontos, seguido pelo Benfica do Namibe com quatro pontos e Juventude do Lubango com dois pontos.

Na categoria de juniores, o Atlético do Namibe voltou a arrebatar o troféu com seis pontos, secundado pelo Juventude do Lubango com quatro pontos. Na terceira posição ficou o Benfica do Namibe com dois pontos.

O Festipatins foi disputado no sistema de todos contra todos a uma volta. A organização da competição atribuiu o troféu de Melhor Marcador da competição ao jogador do Benfica do Namibe, Sinilsiu Silva. O jovem hoquista violou as balizas adversárias em cinco ocasiões. O prémio de guarda-redes menos batido ficou com Erivaldo Mateus, do Atlético do Namibe, com quatro tentos. 

O técnico do Benfica do Namibe, António Nunes “Tozé”, realçou que a participação no torneio permitiu aos atletas desenvolver as habilidades competitivas. Doravante vão enfrentar em pé de igualdade com os clubes de Luanda, os mais bem dotados.

“Vimos este torneio com muito bom grado. Creio ser uma mais-valia para o desenvolvimento da modalidade na região Sul”, aplaudiu.
Anunciou que o Benfica do Namibe também vai organizar um torneio no litoral Sul nos próximos dias. Para elevar os níveis competitivos dos atletas, gostaria de ver a promoção de torneios também pelo Atlético local: \"Será um valor acrescentado para as categorias de juvenis e juniores\".

RECONHECIMENTO
Festipatins impulsiona hóquei na região Sul


O presidente da Associação Provincial de Patinagem da Huíla, Hernâni Santos, destacou que a realização da 9ª edição do Festipatins nos escalões de juvenis e juniores permitiu dar maior rodagem competitiva às equipas da região Sul do país.

O dirigente defende a realização do evento com regularidade, porquanto as províncias da Huíla, Namibe e Benguela não têm campeonatos provinciais.
“O Festipatins acontece uma vez por ano. Por isso, se houver mais patrocinadores, a actividade devia acontecer com regularidade. Os jogos permitem mais entrosamento e elevam os níveis competitivos das equipas para encararem os nacionais com mais equilíbrio\", frisou.

Hernâni Santos assegurou que a patinagem continua firme na província da Huíla, apesar de não estar no nível que gostaria. “Continuamos a dar todo o nosso esforço e amor à modalidade. Não a deixamos morrer. O hóquei em patins está de pé na Huila. Promovemos o Festipatins com os escalões de formação. É uma aposta na massificação, mas os resultados dos projectos passam pelos apoios”, aclarou.

Hernâni Santos frisou que os apoios não surgem e a Federação Angolana de Patinagem, que tem sido a “nossa retaguarda segura”, também está com dificuldades. Não foi fácil juntar as crianças de diferentes escolas no evento. “Por isso, aqui vai o meu muito obrigado à empresa Coca-Cola. Graças ao patrocínio cedido foi possível realizar o evento\", agradeceu.
    
 GAUDÊNCIO HAMELAY | NO LUBANGO