Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Orlando Graça mostra atletas

Silva Cacuti - 07 de Agosto, 2013

Orlando Graça quer mais empatia do público com vista à participação do país no Campeonato do Mundo em Setembro próximo

Fotografia: Jornal dos Desportos

A selecção nacional de hóquei em patins defronta hoje, num amistoso, a equipa do 1º de Agosto jogo que, além da busca de ritmo competitivo, serve para apresentar ao país a pré-selecção e criar empatia com os adeptos luandenses, de acordo com Orlando Graça, seleccionador nacional. O jogo disputa-se às 19h30, no pavilhão anexo número um, da Cidadela Desportiva.

“Há necessidade de dar ritmo competitivo aos nossos atletas e, obviamente, a apresentação da pré-selecção ao público nunca é tarde; o público tem todo o interesse de conhecer-nos, uma vez que vamos estar inseridos numa grande prova que é o campeonato do mundo. Portanto, tem de haver alguma empatia entre nós, selecção, e o público”, explicou.

A última vez que a selecção nacional jogou em Luanda foi aquando da 10ª edição da Taça Zé Du, em 2011.
O 1º de Agosto, vencedor do torneio de abertura do campeonato provincial de Luanda, tem um plantel recheado de atletas que recentemente foram opções para as selecções nacionais de seniores e de sub-20, como Lito, Toy Gaspar, Zé das Botas, Valter, Tiquinho, Nuno Baio, Chara e outros que estão à altura de dar réplica ao conjunto nacional.

Da parte da selecção nacional, o técnico pode dar tempo de jogo a 18 dos 19 atletas com que trabalha, já que Martin Payero  está fora do grupo devido à lesão. O seleccionador trabalha com os seguintes atletas: Pedalé, Mitó, Tiago Sousa, Hugo, Rui Miguel, Rui André, Kirro, André Centeno, Big, Mamíkua, Filipe Bernardino, Ziga, Paizinho, João Pinto, Johe, Márcio Fernandes e Martin Payero.
A selecção nacional prepara-se para o 12º Torneio Internacional Taça Zé Du que tem como palco o pavilhão Palanca Negra, na cidade de Malange, de 22 a 25 do corrente.

Ontem, os pré-seleccionados cumpriram um plano de trabalho de campo que se consubstanciou numa visita às obras do pavilhão que está a ser erguido em Luanda, para o campeonato do mundo.
A pré-selecção vai dar continuidade à preparação para a Taça Zé Du, já em Malange, a partir de 14 do corrente, mas, antes, no próximo sábado, dez, volta a jogar diante de um misto de atletas de várias equipas de Luanda.

PREPARAÇÃO
Convidados jogam desfalcados
no Pavilhão Palanca Negra


A selecção brasileira de hóquei em patins, uma das convidadas para a 12ª edição do Torneio Internacional “Taça Zé Du”, que se disputa de 22 a 25 do corrente, na cidade de Malange, vem para a prova sem três das suas principais referências. Alan Karan, o atleta de hóquei em patins com mais participações em campeonatos do mundo, Michel Zanini e Kaká foram dispensados pelo seu seleccionador por questões pessoais, segundo Jurandir Silva, “Didi” atleta e treinador brasileiro que trabalha em Angola.
Acabado de regressar de férias, Didí disse que, apesar das ausências, o Brasil vem fazer boa figura no torneio.
“O nosso objectivo não é ganhar o torneio Zé Du; vamos trabalhar, ser humildes, tentar dar luta, manter o nível e tentar construir a equipa para o mundial. Temos um grupo com atletas jovens e precisamos que eles trabalhem”, disse. O técnico da selecção brasileira assegurou que vão trabalhar em Luanda durante quatro dias para o torneio, depois vão continuar em Angola para projectar o mundial, embora alguns, por causa de compromissos académicos, tenham de voltar.
Recorde-se, Jurandir Silva tinha aceitado ser seleccionador do Brasil para o mundial, mas deixou o lugar para o argentino Miguel Belbruno, para poder concentrar-se apenas como jogador.
O Andes Talleres da Argentina tem três atletas na pré-convocatória de Darío Giuliani, seleccionador argentino para o mundial. Ezequiel Tamborindegui, Guido Pellizari e Darío Giménez, atletas do campeão argentino, dificilmente, vêm para a Taça Zé Du, já que o novo treinador argentino conta com eles.
Também desfalcada espera-se pela equipa do Liceo de la Coruña de Espanha que tem outros tantos atletas na lista do seleccionador espanhol Carlos Ferriche. O campeão espanhol não pode contar no seu único torneio de pré-época com Marc Olé, Jordi Bargalo e Toni Perez que lutam por um lugar entre os dez que em Angola vão procurar o quinto título mundial consecutivo de Espanha.
Silva Cacuiti


TAÇA "ZÉ DU"
Torneio internacional
estimula investimentos


A realização do torneio internacional “Zé Dú” na cidade de Malanje vai servir para mostrar aos turistas as potencialidades locais nos seus mais variados domínios e despertar interesse para grandes investimentos. A constatação é do presidente da Associação Provincial de Futebol de Malange (APF), Monteiro Pinto Capunga.
Para o também deputado à Assembleia-Geral, a construção do pavilhão de jogos que vai acolher o Torneio Zé Dú é um benefício para a província.

Capunga afirmou que a província de Malange é por excelência turística daí que durante a realização do torneio, muitos visitantes podem deslocar-se a diferentes sítios para desfrutar das belezas naturais.

O presidente da APF valorizou o facto de Malange ganhar mais uma infra-estrutura que vai servir e incentivar à prática das modalidades de sala. Quanto à denominação atribuída ao pavilhão, Monteiro Capunga sugeriu que a aposta podia ser outra, designadamente Rainha NJinga MBandi ou Ngola Kiluange, por representar os heróis da resistência colonial na província.

Sugeriu ainda que podia ser mesmo o nome do Presidente José Eduardo dos Santos, uma vez que o seu aniversário natalício influenciou claramente para a construção do referido pavilhão.

O presidente da APF de Malange deixou um apelo às autoridades de direito no sentido de cuidar da manutenção daquela infra-estrutura desportiva uma vez que vai servir às futuras gerações e criar muitos ganhos.

Capunga deixou um apelo à juventude de Malange no sentido de aproveitar o pavilhão de forma positiva e relançar as modalidades de sala, porquanto Malange não fica nada a dever no que a isso diz respeito.
FRANCISCO CURIHINGANA| Malange