Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pavilhão de Malange é hoje inaugurado

Francisco Curihingana, Malange - 12 de Agosto, 2013

Pavilhão Palanca Negra de Malange vai acolher o Torneio Internacional Taça Zé Du com ante câmara do Mundial

Fotografia: José Cola

O Vice-Presidente da República de Angola, engenheiro Manuel Vicente, inaugura hoje em Malange o Arena Palanca Negra, que vai acolher o Torneio Internacional de Hóquei em Patins Taça Zé Du, de 22 a 24 deste mês.

A cidade de Malange e arredores está engalanada para este importante evento. Nos últimos dias, muitos visitantes ligados à modalidade chegaram à cidade capital da província para o torneio.

A inauguração da imponente infra-estrutura desportiva está marcada para as 17h00, altura em que o Vice-Presidente da República deve descerrar a placa inaugural do recinto.

De acordo com o programa do evento, depois do descerrar da placa inaugural, a infra-estrutura vai receber a bênção de um dos padres da Igreja Católica e segue-se a apresentação do histórico fotográfico e do vídeo do progresso da construção do mesmo.

Uma visita guiada ao pavilhão e demonstração de modalidades desportivas de salão vão anteceder as intervenções, que marcam a cerimónia inaugural.
Um jogo de exibição de hóquei em patins com jovens dos escalões de formação fecha o programa.

A construção da imponente infra-estrutura desportiva alegrou os malanginos, que saúdam a iniciativa do Executivo pela escolha da província.
O Presidente da Associação Provincial de Futebol de Malange (APF), Monteiro Pinto Capunga, considerou a construção do pavilhão um grande ganho para a província.
Para ele, a realização do Torneio Zé Dú vai servir para mostrar aos turistas as potencialidades da província nos seus mais variados domínios e despertar o interesse para grandes investimentos.

Monteiro Capunga referiu que Malange é por excelência turística e prevê a visita de muitos visitantes àqueles locais.
O presidente da associação provincial valorizou o facto de a província ter passado a dispor de mais uma infra-estrutura, que vai servir as modalidades de sala e criar incentivo à prática do hóquei em patins e de outras modalidades desportivas, como o andebol e basquetebol.

O presidente da APF de Malange deixou um apelo às autoridades no sentido de se cuidarem da manutenção daquela infra-estrutura desportiva, uma vez que pode servir para as futuras gerações e e gerar receitas para a província. Monteiro Capunga lançou, ainda, um apelo à juventude de Malange no sentido de se relançar as modalidades de sala.

Na sua opinião, os diferentes clubes devem pensar no alargamento das modalidades desportivas e permitir que a juventude seja inserida para o engrandecimento da província.
A administradora municipal de Malange, Rosa André Lourenço, disse que, graças ao Torneio Zé Du a cidade recebeu obras de beneficiação, para melhor acolher os visitantes.


EXPO - HUÍLA
Federação de Hóquei
publicita o Mundial


A Federação Angolana de Hóquei em Patins, através da associação provincial, tem um espaço reservado na Expo-Huíla, para intensificar a publicidade ao Mundial, que o país acolhe em Setembro próximo, nas províncias de Luanda e Namibe.

O secretário Executivo do Comité de Festas da Nossa Senhora do Monte, Fernando Moutinho, explicou ao Jornal dos Desportos que foi reservado um pavilhão e um quiosque para publicitar o Mundial de Hóquei.

A Expo-Huíla decorre de 14 a 19 de Agosto, no quadro das Festas da Nossa Senhora do Monte e são esperados milhares de visitantes.
“Para intensificar a publicidade do Mundial existem grandes acções, englobadas no programa da 27ª Edição das Festas da Nossa Senhora do Monte. Como desportistas, estamos de coração aberto a publicitar ao máximo o hóquei em patins”, disse.

A Associação Provincial da Huíla garantiu que, durante a Expo, a Caissarinha vai ser exposta permanentemente para que todos conheçam o símbolo do Mundial.
Fernando Moutinho salientou que o facto de Angola ser o primeiro país em África a organizar o Campeonato do Mundo já é motivador para todos os angolanos.
“Por tudo o que tem sido feito pelo Executivo, de certeza absoluta, o Mundial de Hóquei vai ser organizado com muito êxito”, disse.

A cidade do Lubango vai transformar-se numa plataforma para movimentação dos hoquistas, delegações e turistas, por estar próxima do Namibe, que vai acolher jogos de dois grupos do Mundial.
      Arão Martins, Lubango



JOGOS
Amigáveis revelam valores
fora da Selecção Nacional


Os dois jogos amigáveis efectuados pela Selecção Nacional de Hóquei em Patins revelaram a existência de um potencial muito grande de atletas que não fazem parte das opções do seleccionador nacional. Alguns deles, aliás, têm passagens recentes pela equipa nacional.

Estêvão Dala, guarda-redes do 1º de Agosto, Valter e Tiquinho, também do plantel militar, são alguns dos atletas que se exibiram a um nível que não passou despercebido ao olhar atento de Mário Correia “Bala”, director para a alta competição da Federação Angolana de Patinagem (Fapatinagem).
Ao falar no final do segundo jogo efectuado pelo conjunto nacional, que se saldou num empate a um golo, o responsável mostrou-se satisfeito pelo desempenho das equipas adversárias e disse que souberam valorizar a preparação do combinado nacional.

“Gostámos de ver bons valores a exibirem-se diante da selecção, quer no 1º de Agosto como no Misto de Luanda. Há aí atletas que estão em condições de discutir lugares na Selecção Nacional, grupo do qual muitos fazem parte. Em particular, falo do guarda-redes Estêvão Dala, campeão do Torneio das Vindimas, na Argentina, pela Selecção Nacional, do Tiquinho e Valter, que em 2011 estiveram no grupo da Selecção Nacional que foi disputar o torneio sul-americano. Penso que estão a trabalhar bem”, comentou.

A Selecção Nacional empatou no sábado diante de um misto de atletas do campeonato luandense por um golo, depois de ter goleado, na quarta-feira, o 1º de Agosto por 5-1, no primeiro amigável.

Hoje, a equipa nacional retoma o trabalho de preparação para a 12ª edição da Taça Zé Du e amanhã, à margem do trabalho de campo, o grupo desloca-se a um estúdio para uma sessão fotográfica.

A equipa prevê viajar na quarta ou quinta-feira para a cidade de Malange, palco do Torneio Zé Du, onde vai adaptar-se ao piso, até à realização do torneio.
A Selecção Nacional começa a disputar o torneio diante do Brasil. Defronta a equipa do Andes Talleres da Argentina, na segunda jornada e encerra a participação na prova diante do Liceo de la Coruña de Espanha.            Silva Cacuti


APOIOS
Secretário da JMPLA
confia na organização


A realização do 41º Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins nas cidades de Luanda e Namibe, de 20 a 28 de Setembro próximo, é a prova evidente de que Angola está a afirmar-se no contexto das Nações, para a organização de grandes eventos desportivos.

A constatação é do 1º secretário provincial da JMPLA na Huíla, Fernando Bartolomeu Cativa.
O dirigente entende que, com a realização deste importante evento no país, os jovens vão ter mais oportunidades de emprego, quer sejam eventuais ou definitivos.
Do seu ponto de vista, o Mundial de Hóquei em Patins representa para os angolanos uma ocasião ímpar para mostrarem ao mundo o quanto valem em termos organizativos.

De acordo com Fernando Bartolomeu Cativa estes avanços fazem com que as instituições mundiais entendam trazer para África outras competições deste nível e olhem para Angola como um país que pode proporcionar um bom ambiente de realização de eventos desportivos internacionais.

“O Mundial de Hóquei em Patins vai despertar o interesse por aquelas práticas ainda menos mediatizadas. Como sabemos, é uma das actividades novas, do ponto de vista da massificação, e já desperta algum interesse. Acreditamos que há-de despertar muito mais interesse entre a juventude”, realçou.
         Gaudêncio Hamelay, no Lubango