Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Polícia Nacional forma assistentes de recintos

Manuel de Sousa, no Namibe - 24 de Julho, 2013

Assistentes de Recintos Desportivos vão auxiliar a sub-comissão de segurança no Campeonato do Mundo

Fotografia: Santos Pedro

Mais de 100 jovens de ambos sexos participam desde segunda-feira, numa acção formativa para assistentes de recintos desportivos, que decorre no anfiteatro da Casa das Associações Desportivas do Namibe, com vista à realização do mundial de hóquei em patins, no capítulo da segurança interna.

O superintendente José Esteves, porta-voz do comando provincial da Polícia Nacional no Namibe e membro da sub-comissão de segurança do mundial de hóquei, garantiu estarem criadas todas as condições para que a formação seja coroada de êxitos e que os jovens candidatos recebam todos os conhecimentos necessários para o trabalho de segurança que se pretende no pavilhão Arena do Namibe, palco dos jogos das séries B e D do campeonato do mundo.

“A equipa de formadores está a trabalhar, durante sete dias, com os jovens candidatos a assistentes de recintos desportivos para que seja garantida a segurança do 41º campeonato do Mundo”, explicou o porta-voz.Os assistentes de recintos desportivos vão fazer parte da segurança do acontecimento e estão agregados à sub-comissão provincial de segurança, como auxiliares das forças da ordem na manutenção da segurança dos espectadores, convidados e atletas desportivos e no encaminhamento das pessoas dentro do pavilhão. “Estes jovens vão ter a tarefa de assegurar a ordem e a tranquilidade dentro do pavilhão, acrescentou o porta-voz José Esteves.

A fonte do JD esclareceu, por outro lado, que a formação visa apenas a realização do mundial de hóquei em patins, ficam os jovens vinculados à sub-comissão de segurança apenas para esta realização.Por seu turno, o superintendente chefe Estêvão André,coordenador da acção de formação dos assistentes dos recintos desportivos e da formação deformadores dos efectivos do Ministério do Interior, garante que depois desta formação os jovens estão prontos para assegurar qualquer evento desportivo e não apenas o do mundial de hóquei em patins.


“Os jovens vão ser capacitados para os recintos desportivos e esta formação não se cinge apenas ao mundial de hóquei em patins, mas para a realização de outras actividades desportivas, de âmbito nacional e internacional. Eles estarão preparados para qualquer intervenção no campo desportivo”, disse.De acordo com o superintendente chefe Esteves André, os recintos desportivos, na zona interna, não são assegurados pelos agentes da ordem pública mas por estes jovens que têm a grande responsabilidade de manter a ordem e tranquilidade de todos que vão estar dentro do pavilhão e acompanhar as pessoas.

“Estes jovens não vão utilizar armas nem instrumentos repressivos. Vão apenas trabalhar naquilo que é o encaminhamento das pessoas e organização interna, no caso da necessidade de uma intervenção de força esta será feita pelos agentes da ordem no pavilhão,no caso, a polícia nacional”,aclarou
Ontem chegou ao Namibe uma delegação da Polícia Nacional que para além de trabalhar com os formadores e formandos da referida acção formativa, vai também visitar as obras em curso na província, no âmbito do mundial, com primazia para o pavilhão arena do Namibe que se encontra na sua fase conclusiva. Nesta altura as atenções estão viradas para os arranjos exteriores onde o empreiteiro trabalha arduamente, para entregar a obra no prazo previsto, já que se regista um aumento considerável do volume de trabalho bem como o número de trabalhadores.

Mundial

Técnico do Evale do Cunene
acredita em boa organização




A realização do 41º campeonato mundial de hóquei em patins que o país acolhe em Setembro, nas cidades de Luanda e Namíbe, vai ser um momento sublime para os turistas estrangeiros conhecerem os encantos turísticos naturais existentes nas diversas regiões de Angola.A opinião é do treinador da formação do Evale Futebol Clube do Cunene, Abel da Conceição, que acredita numa organização coroada de êxitos. O técnico enalteceu os esforços que o Executivo e a Federação de Patinagem enfrentam para que tudo decorra bem antes, durante e depois da prova.

“Com esse evento, ganhamos todos. Os homens do futebol, basquetebol, andebol e do hóquei em patins. Nós, de outras modalidades, apoiamos o “cinco nacional” e vamos torcer para que a nossa selecção faça um bom campeonato. Acredito que vamos fazer uma boa prova porque confio na capacidade da nossa comissão técnica liderada por Orlando Graças”, sublinhou.O treinador de futebol do Evale do Cunene referiu que em termos competitivos Angola vai classificar-se no segundo lugar da série, já que Portugal é um sério candidato.

Segundo o treinador, Angola vai cumprir a sua parte de fazer o melhor e qualificar-se na seguinte fase. “Como técnico de futebol, garanto que na primeira jornada com a África do Sul, a selecção de Angola vai vencer, sem nenhum problema”, manifestou.Abel da Conceição explicou que em termos de massificação, a modalidade já começou a colher frutos, pois havia províncias em que as crianças não patinavam. “Hoje é notório um movimento frenético de petizes com patins em todos os locais”, realçou. Gaudêncio  Hamelay, - Lubango