Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco Nacional embarca para estgio em Barcelona

Silva Cacuti - 19 de Maio, 2013

Os integrantes da seleco nacional de hquei em patins, que esto em Angola, seguiram na madrugada de hoje para a cidade de Lisboa

Fotografia: Jornal dos Desportos

Do grupo que deixou Luanda, realce para o técnico-adjunto, Alberto Domingos “Jó”, o preparador físico, Faustino Casimiro, o seccionista/mecânico Mano Bota, o chefe de delegação Clementino Assis e os atletas Pedalé, Mitó, Paizinho, Rui Miguel e Márcio Fernandes.

Amanhã, o seleccionador nacional poderá tornar conhecida a lista dos jogos amigáveis que o conjunto nacional vai efectuar em Espanha, até chegar a altura de rumar para a França, onde vai defrontar a selecção local.

Depois do estágio, Orlando Graça vai dispensar os atletas por um período aproximado de 30 dias e vai retomar a preparação, já na véspera do 12º torneio internacional José Eduardo dos Santos, que se disputa na cidade de Malange, em Agosto do corrente.

No torneio, o conjunto nacional vai defrontar a selecção do Brasil, a equipa do Andes Talleres da Argentina e o Liceo de la Coruña, de Espanha, convidadas pela organização.

Neste ano, recorde-se, a selecção nacional já se concentrou por duas vezes, para preparar o torneio de Vendimia, na Argentina, em Fevereiro, e, em Março, quando disputou o 65º Torneio de Montreux, Suíça. 

Eis os integrantes da selecção nacional: Tiago Sousa, Pedalé, Mitó, Kirro, Big, André Centeno, Johe, João Pinto, Rui André, Márcio, Filipe Bernardino, Mamíkua, Miguel, Paizinho, Geovety, Ziga e Nery.

Angola vai jogar o campeonato do mundo inserido no grupo preliminar C, ao lado das congéneres de Portugal, Chile e África do Sul.           


HÓQUEI EM PATINS  MUNDIAL’2013
Comandante da Polícia Nacional
garante asseguramento no Namibe


O novo delegado do Ministério do Interior e comandante provincial da Polícia Nacional no Namibe, o Comissário José Domingos Moniz, foi apresentado na quinta-feira aos efectivos da corporação pelo ministro de tutela, Ângelo de Barros Tavares, que assegurou nesta cidade, que vai empreender esforços no sentido de garantir um asseguramento policial à medida das expectativas, de uma das séries do campeonato do mundo de Hóquei em Patins a decorrer no país, de 20 a 28 do próximo mês de Setembro, nas cidades de Luanda e do Namibe.

José Domingos Moniz traçou como pilares fundamentais para o prélio durante o seu mandato, o combate cerrado contra a criminalidade e à imigração ilegal, sem contudo descurar a sinistralidade rodoviária, disse ter acompanhado de lés-a-lés o evoluir dos preparativos deste imponente evento que vai mexer com o país em particular, e com continente africano e o mundo, de forma geral.

“Temos também acompanhado os pronunciamentos relativamente ao grande evento que se vai realizar na província do Namibe, assim como na província de Luanda, que é o campeonato mundial de Hóquei em Patins. E estamos muito atentos sobre as directrizes, os planos estratégicos, orientações semanais emanadas superiormente, sobre a necessidade de uma maior acutilância no combate à criminalidade e à imigração ilegal,” frisou.

O novo homem forte da corporação no Namibe está ciente das novas responsabilidades assumidas e do dever “que mais uma vez nos chama”, e promete redobrar e reafirmar o seu compromisso de servir a pátria angolana, cooperar na realização dos fins superiores do Estado, defender os princípios fundamentais da ordem estabelecida na Constituição, respeitar as leis e dedicar ao serviço público, todo o seu zelo, inteligência e aptidão.

“Agradecer toda a confiança que suas Excelências o ministro do Interior e o comandante-geral depositaram em mim, na aposta, pela segunda vez, como delegado do Interior e Comandante da Polícia. E esta mesma confiança depositada será transformada num grau de responsabilidade maior de minha parte naquilo que constitui a minha missão como garante da ordem e da segurança pública na província do Namibe,” desafiou.
José Domingos Moniz desempenhou entre outros cargos no Minint, delegado e comandante da PN na província de Malange, donde é descendente. É casado e licenciado em História pelo ISCED.

No entanto, juntam-se à preocupação do comandante, as vozes ouvidas pelo Jornal dos Desportos, principalmente dos moradores do bairro com maior aglomerado populacional - o 5 de Abril - onde está localizada a Arena que vai acolher o evento. Os populares cogitam-se por uma vigilância redobrada para evitar o surgimento de eventuais intrusos (terroristas) que podem manchar o bom-nome do país. Quanto à organização e realização do magniífico acontecimento,

Gustavo Tchimbya, 47 anos, é pai de 8 filhos, dos quais um é praticante não federado de hóquei em patins,afirmou após interpelação:.
“Estamos a organizar o certame com toda a satisfação, mas também devemos estar atentos quanto a eventuais situações nefastas que inesperadamente podem intrometer-se (…). Estou a falar de terrorismo, embora o tenhamos ouvido além-fronteiras,” advertiu, numa ideia partilhada pela maioria dos moradores.
João Upale, no Namibe