Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Seleco volta ao trabalho na segunda quinzena do ms

03 de Julho, 2013

Representantes angolanos para a prova mundial devem retomar os trabalhos no pavilho Dream Space em Viana

Fotografia: Jornal dos Desportos

A seleco nacional snior masculina de hquei em patins, em perodo de defeso, retorna o trabalho no prximo dia 17 para concluso da ltima etapa de preparao, com vista o mundial de 20 a 28 de Setembro no pas.Segundo o programa da equipa tcnica a que a Angop teve hoje acesso, o combinado nacional vai trabalhar no pavilho Dream Space, em Luanda, sob orientao do seleccionador, Orlando Graa.A preparao para o mundial iniciou em Fevereiro com a participao no torneio internacional de Vendimia (Argentina), com os angolanos a conquistarem o ttulo pela segunda vez consecutiva.

Em Junho, depois de ter estagiar em Barcelona (Espanha), Angola deslocou-se Saint Omer (Frana) para disputar dois amistosos. Venceu o primeiro (5-2) e perdeu o segundo (4-5).Ainda no mbito da preparao para o primeiro evento do gnero em frica, a disputar-se nas cidades de Luanda e Namibe, a seleco obteve em Abril o indito terceiro lugar no torneio internacional de Montreux (Sua).O conjunto culmina a preparao em Malange, palco da 12 edio do Torneio Internacional Jos Eduardo dos Santos, a decorrer de 20 a 25 de Agosto.

SOLIDARIEDADE
Desportistas so incitados
a apoiar o cinco nacional


O presidente da Associao Provincial de Patinagem de Benguela, Jos Loureno, exortou segunda-feira os agentes desportivos do pas a unirem-se em torno da seleco nacional, com vista o 41 campeonato do mundo de hquei em patins.A propsito do evento que se disputa de 20 a 28 de Setembro, nas provncias de Luanda e Namibe, ao falar a Angop afirmou que independentemente dos resultados os adeptos devem solidarizar-se com a equipa nacional.Referiu que o facto de o pas albergar o primeiro campeonato do mundo a decorrer no continente africano por si s uma vitria para os angolanos.

"Temos um conjunto nacional que com maior ou menor dificuldade pode ombrear com os demais adversrios e cumprir com o objectivo preconizado, disse.Acrescentou que o desempenho da seleco nos jogos de preparao com equipas de topo mundial, bem como nos torneios internacionais aumenta o nvel de confiana do grupo de trabalho e dos adeptos.O combinado nacional est enquadrado no grupo C com sede em Luanda, juntamente com a frica do Sul, Chile e Portugal.

MUNDIAL
Dirigentes satisfeitos com sorteio


Os dirigentes do hquei em patins, em Malange, esto satisfeitos com o sorteio e calendarizao dos jogos do mundial. O presidente da Associao Provincial da modalidade em Malange, Vlter Mendona Pinto, considerou que, a srie C, em que est inserida a seleco no um osso duro de roer.Para ele, o jogo com a frica do Sul, na estreia do Campeonato Mundial, oferece uma possibilidade de o combinado nacional passar para a fase seguinte, dadas as participaes regulares em eventos internacionais.

Valter Mendona aventou a hiptese de a seleco encontrar alguma dificuldade diante da seleco de Portugal, uma vez que nada tem a temer frente ao Chile e a frica do Sul.O responsvel defende que desde a altura do sorteio at realizao da prova importante ser feito um trabalho rduo para que a nossa seleco alcance a fase seguinte.O director provincial de Malange da Juventude e Desportos, Caetano da Rita Tintas referiu que a seleco nacional est numa srie em que susceptvel a obteno de resultados satisfatrios.

Caetano Tintas, desejou ao tcnico nacional, coragem, humildade, e determinao, para que Angola, esteja a par com as outras seleces do mundo.Entretanto, nas vsperas do Torneio Internacional, vai crescer cada vez mais a motivao dos jovens, e adolescente na prtica da modalidade, sobretudo no centro da cidade. A grande dificuldade dos praticantes tem a ver com falta de recintos desportivos. As crianas praticam o hquei empatins at noite, no espao adjacente ao parque infantil, Pioneiro Zeca, nesta cidade.Angola, recorde-se, est inserida no Grupo C, juntamente com a frica do Sul, Chile e Portugal. Venncio Victor, em Malange