Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola d luta mas perde com a seleco da Polnia

Silva Cacuti - 11 de Dezembro, 2013

A forte defesa das polacas impediu a progresso da Seleco Nacional que tem agora a situao complicada para a passagem aos quartos-de-final do campeonato que decorre na Srvia

Fotografia: AFP

A Selecção Nacional sénior feminino de andebol, anotou ontem a primeira derrota no XXI Campeonato Mundial da categoria, diante da selecção da Polónia, em partida que marcou a terceira jornada do grupo C. O “sete” nacional perdeu por 23-32, com desfavoráveis 13-18 ao intervalo, e adiou a possibilidade de efectuar o registo histórico de três vitórias numa primeira fase do Mundial.

Seis minutos de jogo atabalhoado, com maus passes, bolas atiradas acima do travessão e outras finalizações tecnicamente mal executadas, ditaram a vantagem polaca, de 13-18 ao intervalo. Antes, o jogo tinha começado com uma toada de equilíbrio, com as equipas a revezarem-se no tocante à concretização de lances.
Vivaldo Eduardo lançou para a quadra o que de melhor tinha no banco. Marcelina Kiala, Anastásia Sibo, Belinha, Natália Bernardo, eram o ‘sete’ inicial.

Do outro lado, Kim Ramussem tinha a equipa afinada. Grezib estava certeira no ataque. A partir do minuto 13, com o placard em 7-8, impôs uma defesa 6X0, impiedosa em relação ao eixo central, por onde Belinha, Marcelina Kiala e Natália Bernardo encontravam o caminho para o golo e a equipa angolana ficou maniatada. Aos 19 minutos o placard já mostrava uma Angola em desvantagem por 7-12.

Com a folga no marcador, a Polónia começou a jogar de forma mais cadenciada, enquanto que a  Angola começou a faltar a  calma para executar as defesas e os lances de ataque. O apito do intervalo tocou, quando o marcador registava 13-18, desfavoráveis a Angola.

O segundo tempo trouxe à quadra as mesmas equipas, mas com mentalidades diferentes. A Polónia tinha dado a iniciativa de jogo às campeãs africanas que, com vontade de equilibrar o marcador, cometiam muitas falhas técnicas.

Diante destas limitações, pouco mais a equipa angolana podia fazer. Isabel Guialo e Natália Bernardo, que tiveram actuações de realce nos primeiros jogos, em que arrebataram distinções de melhores jogadoras, estiveram discretas. Os cinco golos com que Magda Cazanga liderou o ataque falam bem da pobreza que foi o jogo das angolanas.

Com a derrota, a Selecção nacional deixou escapar o terceiro lugar do grupo C,  e pode encontrar  nos oitavos de final, a Alemanha ou Roménia candidatas à liderança do grupo D. Esta derrota põe também em risco a possibilidade de entrada para os quartos-de-final, já que a jogar com Alemanha ou Roménia, com os indicadores deixados nesta primeira fase, dificilmente, Angola pode conseguir um resultado positivo.

Hoje, Angola repousa e amanhã defronta a Noruega, actual campeã do mundo, para a quarta ronda do grupo preliminar C.