Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Angola defronta Japo em juniores

Silva Cacuti - 05 de Julho, 2018

Gilda a terceira melhor marcadora do campeonato mundial

Fotografia: KINDALA MANUEL|EDIES NOVEMBRO

A Selecção Nacional júnior feminina de andebol tenta hoje vencer o Japão, em partida referente à terceira jornada do grupo preliminar C do Campeonato Mundial que decorre na Hungria, desde 1 do corrente. Diante das japonesas, 17ª da última edição, as comandadas de Edgar Neto têm a oportunidade de tentar a vitória, já que é uma selecção de nível equiparado, apesar da grande experiência. O Japão joga o Mundial pela 19ª vez. O melhor registo que conseguiu foi o oitavo lugar em 1997.
A equipa treinada pelo japonês Shigeo Kusumoto tem em Arisa Kinjo, 18 anos, uma das principais armas contra o conjunto nacional. Além de Arisa, podem ainda recorrer à central Kaho Nakayama, que soma 111 golos em 23 internacionalizações. Lá atrás, têm a segurança da experiente guarda-redes Wakana Enoki.
Ao constar da lista de melhores marcadoras em terceiro lugar, com 14 golos e um jogo, atrás da islandesa Lavisa Thomposon, que apontou 16 golos em duas partidas, Helena Paulo \"Gilda\" tornou-se a referência da equipa nacional. A marcação à fogosa angolana vai ser um motivo de preocupação para o técnico japonês.
Angola não se resume à Gilda. Edgar Neto tem ainda unidades como Stelvia Pascoal, Ruth João, Emingarda Ferreira e Ilódia Joaquim que são as peças importantes da manobra do seleccionador.
Ontem, a selecção nacional defrontou a Holanda, outro colosso mundial, depois de ter sido derrotada pela campeã do mundo na abertura do grupo por 25-20. Diante das campeãs, as angolanas protagonizaram a partida mais económica da jornada, que registou 45 golos.
Noutros jogos da jornada de estreia, a Holanda esmagou o Paraguai por 47-25 e a Roménia venceu dificilmente o Japão por 32-30.
Angola está inserida no grupo C em que estão representados quatro continentes através da Dinamarca, Holanda, Japão, Paraguai e Roménia. Hungria, Noruega, Montenegro, Brasil, Portugal e Costa do Marfim jogam no grupo A. A Rússia, Coreia do Sul, Eslovénia, China, Chile e Islândia formam o grupo B. A França, Alemanha, Espanha, Croácia, Egipto e Suécia integram o grupo D.
COSTA DO MARFIM
DESISTE DO EVENTO

Depois de averbar derrota por falta de comparência, diante da Noruega, a selecção da Costa do Marfim anunciou ontem a desistência do campeonato mundial que decorre na Hungria de 1 a 14 do corrente. O site da Federação Internacional de Andebol não avança as razões invocadas pela Costa do Marfim para justificar a ausência, mas refere que vai fazer cumprir os seus regulamentos.
A Costa do Marfim apurou-se para o campeonato mundial após se sagrar terceira classificada no campeonato africano, que acolheu em 2017. Outro representante é o vice-campeão continental, Egipto, inserido no grupo D. Somou duas derrotas diante da Espanha por 20-39 e de França por 18-37.