Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Ausências reduzem favoritismo

Silva Cacuti - 02 de Maio, 2017

Confronto 1º de Agosto - Petro em andebol feminino sempre marcado com incertezas quanto ao desfecho

Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

As dúvidas sobre a utilização de Albertina Cassoma e de Isabel Guialo, duas atletas que estiveram na recente campanha do 1º de Agosto, que culminou com a conquista da taça das taças e a Supertaça Babacar Fall, ensombraram a preparação da equipa com vista o jogo de hoje, às 18h00, no pavilhão principal da Cidadela Desportiva, diante do rival Petro de Luanda, pontuável para a primeira jornada da segunda volta do campeonato provincial.

\"Cassoma e Guialo ressentiram-se de sintomas palúdicos e podem juntar-se a Mwasesa, Liliana Venâncio e Caílo cujas ausências por lesões, são dadas como certas entre as que deram ao clube os últimos títulos continentais. Todas juntam-se a Natália Bernardo, Luísa Kiala, Cristina Branco e Carolina Morais, que não estiveram em condições de ajudar a equipa nas andanças africanas.

Os dados clínicos reduzem a dose de favoritismo, das campeãs nacionais e continentais, mas não tiram \"sal\" ao confronto em que mais uma vez Morten Souback e pupilas devem apresentar-se para justificar o estatuto. Do lado petrolífero, Vivaldo Eduardo e Edgar Neto tiveram tempo de sobra para \"arrumar\" as peças, fazer trabalho de correcção ao que foi a actuação da equipa, durante a primeira volta. A \"capa de meninas\" não permite ingenuidades, até porque com as ausências anunciadas do lado militar, a questão \"idade/experiência\" fica diluída e as equipas equiparadas,  em termos de média de idade. Espera-se por um jogo, que como sempre, atinja a grandeza técnica de nível mundial, para o qual se exige que a arbitragem se eleve a tal grandeza.

O 1º de Agosto lidera o campeonato provincial, soma apenas vitórias, ao passo que as petrolíferas perderam pela margem mínima, 28-29, com as militares, e não voltaram a perder, ocupam a segunda posição. Na abertura da jornada, no mesmo recinto, às 16h00, o Progresso do Sambizanga defronta a Marinha de Guerra, no reencontro, depois do empate entre ambos,  jogo da fase provincial da Taça de Angola.