Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Campes africanas defrontam anfitris

Silva Cacuti - 15 de Julho, 2015

A Seleco Nacional jnior feminina apresenta a melhor estatstica da competio que decorre na cidade capital do Qunia

Fotografia: M. Machagongo

A Selecção Nacional júnior feminina de andebol, campeã em título, procura hoje, às 16h00, “certificar” as credenciais de favorita à revalidação do troféu continental, quando defrontar a congénere do Quénia, anfitriã, em partida da terceira jornada da primeira volta do 22º Campeonato Africano da categoria, que decorre em Nairobi até 19 do corrente.

Não é um jogo de alto risco, até porque os números das primeiras duas jornadas demonstram que a equipa angolana tem tudo para vencer, independentemente do ambiente “caseiro” que os quenianos possam urdir.

À entrada da terceira jornada, Angola tem quatro pontos de duas vitórias, 64 golos apontados (melhor ataque da prova) e 43 sofridos (segunda melhor defesa, atrás da Tunísia), enquanto as anfitriãs chegam ao jogo com saldo negativo de 52 marcados, contra 58 sofridos.

Aliás, o Quénia nem sequer é adversário de Angola, entre as seis equipas inscritas na competição. Participam no campeonato a Tunísia, Argélia, Angola, RDC, Egipto e Quénia.

Angola tem os holofotes virados para si, depois de ter sido surpreendida e destronada em cadetes, é desejo da maioria das equipas inscritas abater a equipa angolana de juniores.

Pedro Neto “Oy”, que faz estreia como técnico nacional, em provas continentais, levou um grupo de atletas experimentadas, recheado de valores com hábitos de vitória, já campeãs de juniores e com outras conquistas em cadetes.

Nas primeiras jornadas Angola desfeiteou o Egipto, 27-20 e a Argélia, 37-23.
Amanhã, para a quarta ronda, a Selecção Nacional vai jogar diante da RDC.

Pedro Neto “Oy” está no campeonato com as seguintes atletas: Alexandra Chaca, Amélia Caluyombo, Joana Costa, Manuela Paulino, Marília Quizelete (capitã), Vilma Neganga, Marcela Paiva, Alexandra Shunu, Delcia Sozinho, Dalva Perez, Helena Paulo, Swelly Simão, Norla Miguel, Teresa Filipe, Cláudia Sapalo e Virgínia Afonso.

No seu historial, a selecção de juniores já venceu o campeonato africano em oito ocasiões, nas edições de 1994, 1996, 1998, 2000, 2004, 2006, 2009 e 2013.