Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Clima da Hula afecta adaptao de Ferreira

Gaudncio Hamelay | Lubango - 22 de Dezembro, 2020

Andebolista da equipa do ABC tem sentido dificuldades

Fotografia: Jornal dos Desportos

Gaudêncio Hamelay | Lubango
 
O clima da cidade do Lubango está a influenciar na integração e adaptação de Feliciano Ferreira no grupo de trabalho orientado por José Pereira “Kidó”, que cumpre um curto estágio nas terras altas da Chela, visando a participação no Campeonato do Mundo de andebol, a decorrer de 13 a 31 de Janeiro do próximo ano, no Egipto.
Em declarações ao Jornal de Angola, o internacional angolano a evoluir na equipa portuguesa do ABC de Braga assegurou que “está difícil” adaptar-se às condições climatéricas locais, mas evidencia esforços para “as vencer” nos próximos dias e obter a melhor condição física. O longo período de paralisação e sem treino caseiro contribui para a não integração.
“Para mim, está a ser difícil. Fiquei muito tempo sem treinar com os colegas. Prometo suprir as dificuldades nos próximos dias, pois, tudo se supera”, argumentou.
A Selecção Nacional cumpre a segunda fase de preparação e os atletas buscam a melhor forma desportiva para constar do grupo eleito. Para Feliciano Ferreira, “este é o objectivo”. A equipa técnica privilegia os aspectos físicos e técnico-tácticos.
A escolha da cidade do Lubango consta da estratégia definida pela Federação Angolana de Andebol. O director técnico da instituição, António Costa, assegurou que “a competição mundial vai ser disputada na época do frio e o clima na Huíla é propício para se trabalhar”.
A equipa liderada por Kidó está hospedada no Hotel VIP. Costa disse ainda: “as condições no hotel são boas e não podemos pedir mais. Pois está à altura daquilo que é a República de Angola”.