Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Faand define palcos da Supertaa

Silva Cacuti - 15 de Fevereiro, 2020

Petro de Luanda entra desfalcado no primeiro clssico feminino do ano

Fotografia: Edies Novembro

As cidades de Luanda e do Moçâmedes acolhem no dia 28 do corrente as disputas da 14ª edição da Supertaça Francisco de Almeida, um marco na estratégia de gestão da Federação Angolana de Andebol. As escolhas das duas cidades resultam da contenção financeira, segundo a confirmação do órgão reitor da modalidade.

\"Há custos que não estamos em condições de assumir, se quisermos fazer disputar os dois jogos no Namibe. A melhor via encontrada foi fazer jogar o masculino lá e o feminino cá. Os dois jogos estão marcados para as 18h00\", disse a fonte da Federação.No Namibe vão jogar as equipas masculinas do Interclube diante do Atlético local. Em Luanda, jogam, na classe feminina, as equipas do 1º de Agosto, campeão nacional, e do Petro de Luanda, vencedor da Taça de Angola.

Grandes emoções vão viver os adeptos da modalidade na cidade de Moçâmedes. A presença do Interclube, um colosso do andebol masculino angolano, vai ser mote para a ida ao pavilhão Welwitchia Mirabilis, palco do confronto. Do ponto de vista desportivo não se espera por um jogo muito emotivo ante o diferencial competitivo e até de investimento entre as duas equipas. O jogo é, na verdade, uma cópia da final da Taça de Angola, mas jogada no Namibe. Na final em referência, os namibenses vieram a Luanda e perderam por 31-17.Alex Fernandes e a sua rapaziada ainda frescos na competição, já que era a primeira presença da equipa na competição, tudo fizeram para contrariar o favoritismo de um Interclube em que José Pereira \"Kidó\" se deu ao luxo de jogar com uma equipa de segundo plano.

Em Luanda, 1º de Agosto e Petro de Luanda não vão deixar os créditos em mãos alheias. O espectáculo está garantido, pese o facto de ambas equipas estarem em fase de reconstrução de plantéis.O 1º de Agosto de Catito deseja apresentar-se aos adeptos sem \"manchas negras\" em relação àquela equipa orientada por Soubak que, no ano passado, apenas perdeu a final da Taça de Angola.

Nelson Catito, o novo timoneiro, fez alterações na equipa. Os adeptos do clube e outros agentes da modalidade estão expectantes em relação ao novo rosto com que a equipa se vai apresentar.No Petro de Luanda, mais uma vez, a sangria do plantel está na ordem do dia. Vivaldo Eduardo volta a ter \"manta curta\" para atacar a época, depois da saída das influentes Magda Cazanga, Azenaide Carlos e Joana Costa.

Vivaldo Eduardo já está acostumado às desfeitas e sabe lidar com o assunto. Ainda assim, sabe que o favoritismo pertence ao adversário e tem de trabalhar para contrariar. A equipa petrolífera vai lançar a guarda-redes russa Viktoriya Polshikova, recém-chegada, e que pode dar em reforço para a posição.O Petro de Luanda soma 10 conquistas da Supertaça contra duas do rival. O ASA conquistou em 2007 a primeira edição da prova.