Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Federação augura medalhas mundiais

Silva Cacuti - 01 de Junho, 2013

Faand tem a ambição de fazer com que as selecções nacionais almejem lugares de pódio

Fotografia: Jornal dos Desportos

“É chegada a hora de sermos mais ambiciosos, no bom sentido. É claro que queremos pensar seriamente na possibilidade de chegarmos a uma medalha olímpica ou mundial”, frisou a dado momento do seu discurso.

Para tal, o dirigente defendeu a melhoria da competição interna, o fomento do desporto escolar, dos regulamentos da Faand, “pois entendemos que temos que temos que cimentar muito bem a base, para partirmos então para o tal desenvolvimento sustentado”.

A cerimónia de abertura do conclave foi presidida pelo secretário de Estado para a Juventude, Nhanga de Assunção que ao declarar aberto o encontro frisou as conquistas do andebol feminino e fez igualmente menção à necessidade de conquistas nos próximos campeonatos mundiais. “Por ser uma referência mundial incontornável é preciso descobrir os mecanismos adequados que permitam “às meninas de ouro” conquistar os próximos campeonatos mundiais”, disse.

O encontro contou com cerca de 150 participantes e, numa das mais importantes deliberações a ser submetida hoje à assembleia-geral da federação, aprovou a limitação, para um máximo de 12, o número de equipas participantes nos campeonatos nacionais de juvenis e juniores.

De acordo com a deliberação, proposta pelo Conselho Técnico Desportivo, os campeonatos de seniores mantêm a disputa de todos contra todos, a duas voltas, se estiverem inscritas menos de sei equipas. Se o número de equipas inscritas for de oito, ou superior, os campeonatos jogam-se em séries, a uma volta todos contra todos, na primeira fase.

A segunda fase joga-se em sistema cruzado, seguido de uma finalíssima. Para as provas de juvenis e juniores o encontro aprovou a divisão do país em sete zonas que deverão disputar competições regionais para apuramento dos participantes nos campeonatos.

O encontro aprovou também a exigência, a partir de 2014, da apresentação de comprovativos de exames médicos, no acto de inscrição de atletas. Aprovou também a alteração de idades dos escalões de juvenis e juniores. A categoria de juvenis compreende, agora, atletas com 14, 15, 16 e 17 anos. Os juniores jogam com 18, 19 e 20 anos.