Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Fernando Franco está preocupado

Augusto Fernandes - 24 de Novembro, 2015

Maló (primeiro a contar da direita quer mais trabalho a nível de clubes para que o andebol seja respeitado no continente africcano

Fotografia: Jornal dos Desportos

Fernando Rogério Cide Castro dos Reis  Franco, também conhecido por Fernando Franco( Maló), foi  um dos impulsionadores do andebol angolano depois da independência, em companhia de Fernando Rodrigues  e outros, destacando-se no Belenenses da Samba, na Selecção Nacional e no  Sporting de Portugal,  como pivô.

O actualmente comentarista da Rádio 5,  canal dos desportos do Grupo Rádio  Nacional de Angola,  Fernando Franco está  preocupado com a actual posição do andebol masculino em África e acha que "embora os países do Magrebe, como a Argélia, Tunísia, Marrocos e Egipto, sejam os grandes papões,  podemos começar por formar jovens com intervenção de revertermos a actual posição do andebol masculino em África".

Ferrando Franco  é de  opinião que  "os responsáveis do andebol nacional devem  criar condições de  selecção e treino nas províncias em que se podem agregar muitos jovens morfologicamente bem dotados, para serem lapidados à maneira dos treinadores e daí saírem futuros jogadores que possam ombrear com os melhores jogadores do continente".

Se repararem, disse Maló, " o nosso maior  hendicap com relação aos jogadores do Magrebe reside especialmente no físico".Entretanto, segundo o antigo craque, temos de nos precaver  para que o mesmo não aconteça com relação ao andebol feminino, onde damos cartas há vários anos tanto a nível de clubes como de selecção. Mas nos últimos tempos tem havido muito despique nos jogos entre nós e as congolesas, egípcias e tunisinas." acautelou.

Maló, fez parte da primeira Selecção Nacional que em 1978 representou Angola na Olimpíadas do Quénia, com jogadores como Paulo Bunze, Nhoca, Bilha, Tó Araújo, Mi Faria, Catito, Inguila, Cardoso, Jaimito e outros.Além disso, Maló foi um dos que em 1976 foi responsável pelo relançamento do andebol em Angola, segundo disse " apenas o  futebol estava "vivo". e  era a única modalidade que movimentava a juventude. Assim,  com a incrementação do desporto escolar que contou com o apoio de Jovens como o Marçal,  Ginguba, Pina , Barbosinha, Fernando Rodrigues, Palmira Barbosa e alguns professores de Educação Física na época, relançamos o andebol em Luanda.