Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Inter da Hula o nico embaixador da provncia

Gaudncio Hamelay, no Lubango - 12 de Janeiro, 2019

A equipa masculina do Interclube da Huíla é a única representante da província no Campeonato Nacional de Andebol na categoria de juniores, que decorre de 19 a 29 do corrente mês, na cidade do Lubango.
Zeca Fumbelo presidente da associação de andebol da Huíla esclareceu que a província vai participar apenas com uma equipa no sector masculino já que em feminino não se conseguiu por inexistência clubes local interessados em acolher as atletas e inscreve-las junto do órgão reitor da modalidade no país.  “Nós fomos apurados com duas equipas. A Huíla foi a única província que apareceu com equipas em juniores feminino (Amigas do Andebol da Huíla) e em masculino (Interclube da Huíla) durante o zonal de regional de apuramento. A província do Namíbe, só teve uma participação em masculino e não teve feminino”, explicou.
Zeca Fumbelo defendeu que a equipa feminina huilana em júnior, não pode competir no campeonato nacional apesar de ter sido apurada porque não houve nenhum clube que aceitou fazer a sua inscrição junto da federação.
Face a essa situação, disse o dirigente, “a federação alegou que a associação não pode inscrever a equipa feminina das Amigas do Andebol da Huíla sem ter um clube que as represente”. “Assim, nós envidamos tanto esforço para ver se conseguíssemos arranjar um clube cá na província para dar o nome das atletas e enviar a federação, mas infelizmente não foi possível fazer a inscrição delas. Neste contexto, só vamos participar com a equipa júnior masculina do Interclube da Huíla que foi apurada no zonal sul realizado em Setembro do ano passado nesta cidade do Lubango”, aclarou.
O presidente da associação confessou ser a primeira vez que a Huíla participa num campeonato nacional com os escalões juniores masculino. Por isso, almeja que o Interclube da Huíla, faça uma excelente prova.
“Sei que a formação do Interclube da Huíla está boa porque vi a jogar no zonal sul de apuramento. Contudo, desejo um bom campeonato. Agora esperamos pelas outras equipas que participam porque não soubemos como elas estao a se preparar. Para nós é a primeira vez que competimos num campeonato júnior. Então, esperemos que a nossa equipa tenha êxitos e consiga bom lugar”, vaticinou.   


Análise 
Técnico lamenta falta de jogos de controlo

A falta de realização de jogos de controlo durante a fase de preparação preocupa o treinador principal da formação júnior masculino do Interclube da Huíla, Aridson Elauterio, una situação que poderá influenciar negativamente no rendimento do conjunto no decurso da disputa do campeonato nacional da modalidade.
Para colmatar essa situação, Aridson Elauterio, disse ter adaptado um sistema na qual os jogadores juniores faziam jogos no campeonato provincial com equipas seniores formada por antigos praticantes para permitir dotar de performances competitivas preconizadas.
Garantiu que a equipa está totalmente bem entrosada e trabalham em nos últimos detalhes com realce os aspectos tácticos e técnicos que os atletas não estao a conseguir cumprir de forma séria.
“Neste preciso momento a nossa maior dificuldades a nível da província é a falta da realização de jogos de controlo porque não temos um campeonato provincial com equipas em altura de fazerem jogos ao mesmo nível que o nosso. Infelizmente também não conseguimos realizar jogos de controlo fora da província por falta de alguns apoios por parte do nosso clube. Mas a nível interno conseguimos trabalhar em jogos de controlo com os ex-praticantes dos escalões seniores na qual estamos a procurar endurecer o nosso trabalho. Ainda temos mais jogos de controlo para efectuar durante os dias que restam para o inicio do campeonato nacional”, disse.
O treinador do único “embaixador” da província sustentou que até agora o trabalho tem surtido efeitos satisfatórios e assegurou que “os miúdos estão bem preparados para atacar o campeonato”.
Com uma ou outra falha, referiu, acredita que durante os dias que faltam para o arranque do nacional, irão conseguir corrigir os pequenos detalhes.
Salientou que até o começo da competição, vai procurar trabalhar muito mais nos aspectos defensivo e ofensivos de maneira a corrigir aquilo que tem sido os erros cometidos pelo conjunto ao longo dos jogos de controlo que tem feito com a formação sénior. O técnico do Interclube da Huíla, Aridson Elauterio, confirmou que a preparação decorre desde o mês de Novembro. Por isso, crê que a equipa com uma faixa etária dos 18 a 20 anos de idade, já está totalmente preparada para a competição que se avizinha.
Mencionou que o objectivo primário da formação huilana sendo a primeira vez que se estreia num campeonato de juniores é passar de fase para representar bem a província no geral e dignificar o nome do clube em particular.
“Vamos ser caloiros neste campeonato de juniores. Então, acredito que o grupo B onde estamos inseridos é acessível. Para tal, vamos trabalhar para que passemos de fase numa primeira etapa para dignificar o bom nome da província e em particular do clube que estamos a representar o Interclube da Huíla”, asseverou.


De juniores
Huíla com condições
para albergar “Nacional”

O futuro do andebol angolano exibe suas qualidades e habilidades no Lubango, Huíla, de 19 a 29 do corrente mês, quando se disputar os XXXIX Campeonatos Nacionais da modalidade nos escalões de juniores em masculinos e femininos.
Para essa competição são aguardadas, a partir do dia 17 deste mês, 20 formações sendo 10 em masculino e igual número em feminino em representação das províncias de Luanda, Huíla, Benguela, Huambo, Bié, Moxico, Malanje, Cuanza Sul, Lunda Sul, Cabinda e Uíge. Os jogos vão decorrer no Pavilhão Multiuso da Nossa Senhora do Monte e no anexo nº 2, nos dois períodos (manhã e tarde).
Confirmaram sua participação em masculino as equipas da Escolinha de Andebol do Huambo, Pecandec de Cabinda, Grupo Desportivo Renascimento do Uíge, Ara da Gabela do Cuanza Sul, Interclube de Angola, Inter da Huíla, Grupo Desportivo Valente, 4 de Abril, Sporting do Bié e Grupo Desportivo da Banca.
No sector em feminino, teremos as formações do Petro, Nacional de Benguela, Grupo Desportivo do Moxico, Maculusso de Luanda, Escolinha de São João do Huambo, 1º de Agosto, Casa Pessoal do Porto do Lobito, Núcleo do 1º de Agosto de Benguela, União Sport de Malanje e Progresso do Sambizanga de Luanda.
O presidente de direcção da Associação Provincial de Andebol, Zeca Fumbelo, assegurou estarem criadas as mínimas condições para a realização sem sobressalto do evento durante 10 dias.