Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Jogos na abertura da poca do Andebol

Silva Cacuti - 15 de Fevereiro, 2018

Petro de Luanda e 1 de Agosto defrontam-se amanh noite

Fotografia: Kindala Manuel | Edies Novembro

Sem surpresas, a Supertaça Francisco de Almeida junta amanhã as melhores equipas que se notabilizaram nas principais competições da Federação Angolana de Andebol. Às 17h00, o Interclube e 1º de Agosto defrontam-se para a supertaça masculina, enquanto às 19h00, Petro de Luanda e 1º de Agosto protagonizam um dos maiores duelos de andebol continental, na versão feminina da prova.
É no sector feminino onde há mais equilíbrio entre os contendores. Petro de Luanda e 1º de Agosto dividiram a meio os ganhos da época passada, em termos de conquistas. As militares conquistaram o campeonato provincial de Luanda e o campeonato nacional, enquanto as petrolíferas ficaram com os troféus da Supertaça e da Taça de Angola.Hoje, a começar a época, cada uma das equipas vai mostrar à outra o que traz para a nova época.
Não há favorito, embora o Petro de Luanda, nos últimos anos, tenha tirado proveito da Supertaça, prova disputada em uma única partida e também da Taça de Angola.
Analistas referem que o Petro de Luanda tira proveito da descontinuidade dessas provas, em função do seu plantel, menos receado que o adversário. Os campeonatos são provas de \"fundo\" em que \"faltam pernas\" para as jogadoras tricolores.Benjamim Tiago/ Simão Cumbi é a dupla indicada para ajuizar a partida.

MASCULINO

Na prova masculina, está identificado o favorito. O 1º de Agosto foi superior ao Interclube durante toda a época. Apenas perdeu a supertaça anterior. Os militares têm tudo para se assumirem como favorito.
A entrada de Victor Tchikoulaev, no comando técnico dos \"polícias\", traz alguma expectativa naquilo que pode ser o desempenho do Interclube. A equipa venceu o Memorial Paulo Bunze, no qual o 1º de Agosto \"temeu\" mostrar-se. No Jogo de amanhã, Tchikoulaev deve, em princípio, contar com Mário Tati, peça que foi buscar ao Catetão, e mudar as contas do jogo.
Um Greovany Muachissengue ao nível do que o país viu recentemente a exibir-se no campeonato africano, pode ser meio caminho andado para as ambições de Filipe Cruz, técnico militar. De resto, embora não tenha efectuado qualquer jogo, falhou o Memorial Paulo Bunze. O 1º de Agosto tem o plantel motivado pelo terceiro lugar continental conseguido pela selecção nacional. Cerca de 80 por cento daquela equipa são seus atletas.
António Santos, da Federação Angolana de Andebol, assegura que as condições estão criadas para o jogo de amanhã. As entradas serão grátis. Benjamim Tiago/ Simão Cumbi é a dupla indicada para ajuizar a partida feminina, enquanto a dupla benguelense Felisberto Tchinguelessi/Matimar António vai apitar no jogo masculino.


EVOLUÇÃO
Competições regionais desafiam andebolistas

Todos os agentes do andebol são desafiados a trabalhar para que nesta época os campeonatos nacionais de juvenis e de juniores se materializem através da disputa dos torneios regionais, disse Pedro Godinho, presidente da Federação Angolana de Andebol.Os torneios regionais devem ser jogados por equipas de todas as províncias, com excepção de Luanda e de Benguela.
\"Tem sido hábito que, a partir da abertura da época, as associações provinciais começam a ajustar os seus calendários ao da Federação. A partir desta calendarização, cada associação vai organizar o seu campeonato provincial em função das condições disponíveis. Entre Junho e Julho, pensamos ter já apurados os campeões provinciais que vão inscrever-se para os regionais\", explicou.
A Federação Angolana considera inviável a realização dos campeonatos nos actuais moldes em que se chega a juntar acima de 35 equipas numa cidade para apurar os campeonatos.
\"Temos de ter a coragem; temos de avançar, porque nos moldes actuais é quase impossível\" acrescentou.
Pedro Godinho disse que a Federação vai abrir uma janela de transferências, depois da disputa dos provinciais, para permitir que as equipas que se apurem para os campeonatos regionais possam reforçar-se com atletas da mesma província ou região, cujas equipas não consigam apurar-se para os nacionais.
A nova época vai também ser marcada pela participação das selecções jovens masculinas nos campeonatos africanos.

WUTA DOMBAXI
ESTÁ DE VOLTA

Após uma época de ausência, a polivavente Wuta Dombaxi pode ser, amanhã, uma das opções de Mortem Soubak no jogo diante do rival Petro de Luanda, para a decisão da Supertaça Francisco de Almeida.
Depois da maternidade, a jogadora, muito forte e combativa na zona intermédia, regressa com estatuto de reforço para a equipa militar, a julgar por aquilo que se lhe conhece.
Manuela Paulino que, segundo apuramos, se transferiu do Petro de Luanda para a equipa militar, poderá não ser utilizada. Aliás, a atleta tem ainda de cumprir uma época de seniores pelo emblema tricolor. Nesta época, pode ser enviada para o estrangeiro, numa das equipas com as quais o 1º de Agosto tem acordo.Silva cacuti