Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Militares e petrolferas no palco da Taa dos Campees

Silva Cacuti - 18 de Outubro, 2018

Representantes angolanas partem confiantes numa boa prestao na Taa dos Clubes Campees Africanos

Fotografia: Paulo Mulaza|Edies Novembro

Os regressos da equipa sénior feminina do Petro de Luanda e da meia-distância Natália Bernardo são as notas de realce da 40 edição da Taça dos Clubes Campeões Africanos em Andebol que amanhã começa a ser jogada em Abidjan, Costa do Marfim.
As equipas do 1º de Agosto, detentora do título e do Petro de Luanda seguiram viagem, em voos distintos, para o palco da competição. As militares partiram às 5H00, enquanto as petrolíferas saíram mais cedo, às 3H55.
O Petro de Luanda assinala o regresso à competição que abandonou na edição de Nador, Marrocos, em 2015. Naquela edição Vivaldo Eduardo inscrito a brasileira Monic bacilon e a sérvia Jovana Petrovic para reforçar a equipa, depois de perder, na época anterior, o concurso de Natália Bernardo, para a rival 1º de Agosto.
A crise financeira foi o álibi apresentado pelo emblema tricolor para a ausência. A equipa vai a Abidjan com dupla missão: voltar a competir e, também, erguer o troféu que já levantou por 19 vezes.Para esta empreitada Vivaldo Eduardo chamou Edith Bunga, para o lugar da lesionada Ríssia Oliveira. A guarda-redes, ex-ASA, Aminata kanka, a meia-distância Manuela Paulino e a ponta Delfina Santos reforçam também o Petro de Luanda, nesta missão.
A reaparição da vedeta Natália Bernardo, várias vezes distinguida como melhor jogadora da prova, é outro motivo de interesse entre os amantes da modalidade. Natália ressurge na equipa campeã, depois de duas épocas ausente e pode fazer a diferença no grupo de Morten Soubak que ambiciona a conquista do quinto título continental consecutivo.
A Natália Bernardo as militares juntaram Ruth João que representou a Marinha de Guerra. O técnico não vai contar com Dalva Peres, lesionada. Isabel Guialo que até na época passada foi atleta militar, transferiu-se para a Europa e vai ser a grande ausência.
As equipas angolanas apenas entram em cena no sábado. O 1º de Agosto integra o grupo B, ao lado do FAP dos Camarões, Africa Sport da Costa do Marfim e HC Vainqueur da RDC. O Petro vai jogar no grupo A, que integra também o Abo Sport do Congo, Bandama da Costa do Marfim, , HC Heritage da RDC e Dinamique dos Camarões.