Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Moldes de disputa em debate nacional

Silva Cacuti - 30 de Maio, 2013

Os moldes de disputa dos campeonatos nacionais de andebol

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os moldes de disputa dos campeonatos nacionais de andebol, com realce para os de juvenis e de juniores; o regulamento de transferências de jogadores, sanções disciplinares e multas vão dominar as abordagens do III Encontro Nacional do Andebol que se realiza amanhã, numa das salas de conferência do Hotel Trópico, em Luanda.

O encontro, promovido pela Federação vai reunir representantes de todas as associações provinciais, árbitros, cronometristas, dirigentes e convidados, com objectivo passar em revista a vida da modalidade nos mais distintos aspectos.

No que toca aos moldes de disputa, há a realçar a proposta da comissão técnica nacional para a realização dos campeonatos nacionais de juvenis e de juniores em duas fases, sendo a primeira disputada por zonas que vão apurar os seus representantes para a fase nacional.

Recordar que para a disputa dos “nacionais” nos moldes propostos, a comissão técnica nacional reunida em Fevereiro dividiu o país em sete zonas. Luanda é uma zona, que vai apurar quatro representantes na classe feminina e três na prova masculina; Benguela é outra zona que vai apurar no seu campeonato provincial três equipas femininas e duas masculinas; Cabinda e Zaire constituem uma zona que vai apurar um representante em cada classe.

Huambo, Bié, Kuando-Kubango e Kwanza-Sul formam uma zona que apura uma equipa em cada classe, tal como as demais zonas. Namibe, Huila e Cunene formam outra zona; Lunda-Sul, Lunda-Norte e Moxico jogam na mesma zona, ao passo que Kwanza-Norte, Malange, Uíge e Bengo jogam noutra zona.

A transferência de jogadores é outro tema que merece acaloradas discussões. Os clubes de formação devem exigir percentagens na contratação de atletas por si formados.

No que diz respeito às sanções disciplinares, a Federação ainda não tem uma decisão definitiva sobre o caso da luta que envolveu os atletas e os dirigentes do Kabuscorp do Palanca e do 1º de Agosto, nos últimos campeonatos nacionais disputados no Namibe. Os clubes recorreram das sanções, mas a federação ainda não se pronunciou.

A agenda do encontro reserva temas como “Saúde e Desporto”, “Cidadania e o Desporto”, “O desporto e a comunicação social” e o “O desporto escolar a alavanca para o desenvolvimento em Angola”.

A massificação, metodologia de treinamentos e outros aspectos técnicos não constam da agenda do encontro. As recomendações do encontro nacional vão ser submetidas a aprovação da Assembleia-geral que se realiza no sábado, 1 de Junho, no mesmo recinto. 

 O I Encontro Nacional de Andebol realizou-se em Janeiro de 2002, ao passo que o segundo teve lugar em Outubro de 2004, ambos sob o mandato de Archer Mangueira. Realizou-se também em 2006, o primeiro Encontro Nacional de Treinadores, que ainda não teve uma segunda edição.
SILVA CACUTI