Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nacionais coroados de êxito em Benguela

Julio Gaiano, Benguela - 01 de Fevereiro, 2015

Nacionais coroados de êxito em Benguela

Fotografia: Jornal dos Desportos

Os  campeonatos nacionais de andebol de juniores, em ambas as classes, que Benguela albergou de 20 a 30 de Janeiro último foram coroados de êxito, segundo avaliação feita pelos prosélitos da modalidade. As cidades do Lobito e de Benguela estiveram ao rubro nesses dez dias de compita.
As vilas da Catumbela e da Baía-Farta, bem como os demais municípios do interior da província viveram o ambiente que só o andebol pode proporcionar às pessoas de bem. As 28 equipas sendo 14 masculinas e 14 femininas, em representação das províncias de Cabinda, Luanda, Malanje, Lunda Sul, Moxico, Namibe e Benguela desfilaram o seu do andebol nos “nacionais”. Muita gente falou da disciplina, organização e da qualidade das equipas em prova. Os fortes triunfaram e os menos fortes dignificaram a contenda. Tudo na base do desportivismo e do fair-play.
De acordo com o presidente da Federação Angolana de Andebol (FAAnd), Pedro Godinho, cerca de 700 atletas estiveram em Benguela, palco da competição, cuja final foi assinalada com pompa e circunstância.
Foi, na verdade, uma autêntica festa de andebol, tanto mais que os participantes rotularam-na como a “melhor de sempre”. Os organizadores, no caso da sociedade benguelense afecto ao desporto, o governo provincial e a classe empresarial foram lembrados. Receberam dos visitantes fortes elogios e muitos parabéns. Ficou a promessa de os mesmos transmitirem a boa-nova as respectivas províncias de origem.
A final não podia ser diferente. De todos os cantos do país vieram figuras de proa ligadas ao andebol. Todos com o propósito único de assistir aos jogos da consagração, envolvendo as melhores equipas do país. No tão esperado duelo feminino, o Petro Atlético de Luanda triunfou diante do 1º de Agosto, por diferença magra de um golo (30-29). Já em masculinos, a vitória coube ao Kabuscorp do Palanca sobre a Associação Amigos do Andebol do Lobito, por 29-26.
O Pavilhão Gimnodesportivo Matrindindi acolheu os jogos que testemunharam os triunfos do Petro Atlético (femininos) e do Kabuscorp (masculinos).
  


 

 

Juniores
Kabuscorp do Palanca
passeou classe na prova

O Kabuscorp do Palanca (Luanda) confirmou a supremacia que trazia e conquistou o campeonato nacional de juniores masculinos. Com a ausência do Interclube e do 1º de Agosto, aos palanquinos mostraram a sua superioridade.

No desafio da consagração, os palanquinos cruzaram com a formação lobitanga. Com algumas dificuldades pelo meio, ganharam por 29-26. Um feito que premiou a determinação e a força de vontade demonstradas pelos jovens rapazes do Palanca.

Com este triunfo, o Kabuscorp do Palanca destrona o 1º de Agosto, seguido pelos Amigos do Lobito. O Ferroviário de Luanda completou o pódio da prova de que fizeram parte as formações do Inter de Benguela, Sporting de Luanda, GD Banca, Lumeji da Lunda Sul, Renascimento do Uíge, Talentosos Pai Djock, Construtores do Uíge, Progresso da Lunda Sul, Atlético do Namibe, Benfica do Namibe e Desportivo de Malanje.

Entretanto a recém-criada Associação de Amigos do Andebol do Lobito foi a grande sensação da 35ª edição dos campeonatos nacionais. Sem recursos e com uma preparação atribulada fez jus à condição de anfitrião. Atingiu a final. Não pôde levantar a taça, porque a inexperiência e a falta de ritmo competitivo pesaram na maioria dos seus atletas. 
 Júlio Gaiano, em Benguela