Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Nacionais de Andebol arrancam no Kilamba

Silva Cacuti - 28 de Agosto, 2014

Petrolíferas da capital vão ao Pavilhão Multiusos do Kilamba em busca do título perdido para as militares na temporada passada

Fotografia: Kindala Manuel


Com o jogo entre as equipas seniores feminina do Petro de Luanda e do Electro abre  hoje às 13h30 no Pavilhão Multiusos do Kilamba, a primeira jornada do grupo A, da fase preliminar do XXXV Campeonato Nacional que encerra  a 7 de Setembro.

Petrolíferas e lobitangas exibiam um jogo muito característico, em que durante a primeira parte as jovens do Lobito procuravam dar tudo para mostrar o andebol que se produz na sua cidade, mas acabavam sempre por claudicar na segunda parte do jogo.

Agora comandadas por Alex Fernandes é provável que as visitantes se apresentem com outra postura, para tentar surpreender a turma de Vivaldo Eduardo. Ainda assim, o Petro de Luanda é favorito, uma vez que entra em prova para recuperar o título perdido o ano passado.

Mais que os objectivos que norteiam a participação de cada uma das equipas, o Petro de Luanda entra para a competição no máximo da sua força, depois de Vivaldo Eduardo ter conseguido integrar Azenaide Carlos, Magda Cazanga e Ríssia Oliveira no grupo. As jogadoras citadas falharam a disputa da final do campeonato provincial por lesão.

Noutro jogo do grupo A, aliás, o único que entra em cena no primeiro dia de competição, a Marinha de Guerra, bronze da edição passada, mede forças com a casa do Pessoal do Porto do Lobito.

A prova feminina é jogada por oito equipas, distribuídas em dois grupos. No grupo B estão o 1º de Agosto, campeão nacional, o ASA, Progresso  Sambizanga e Kabuscorp do Palanca.

BAPTISMO DA ESTREANTE
O primeiro jogo da prova masculina do XXXV Campeonato Nacional sénior masculino vai proporcionar o baptismo da equipa do Progresso da Lunda Sul às 11h30. A equipa estreante já anunciou que não vem a Luanda a passeio. De pouco pode valer a basófia dos lundas, se tiver em conta a desproporcionalidade de planteis e de andebol praticado pelos dois conjuntos antagonistas.

De um lado vai estar Filipe Cruz, treinador experimentado, com uma equipa profissional, ou semi, para ser contrariada por uma equipa em cujo plantel sobressaem alguns atletas que deram cartas no campeonato de juniores  que nem sequer um jogo com alto grau de dificuldade efectuaram durante a preparação. Manuel Chindainha comanda a equipa técnida do Progresso da Lunda Sul.

Os lundas chegaram ontem à capital do país e nem mesmo o piso do multiusos lograram reconhecer em condições. Na verdade, Filipe Cruz vai fazer uma adenda à preparação do seu conjunto.

Noutro jogo da prova masculina, com maior equilíbrio, marcado para as 17h30, o Petro de Luanda mede forças com a Marinha de Guerra. O Interclube folga por força de calendário.

A prova masculina é jogada por cinco equipas no sistema de todos contra todos a duas voltas. Ontem, numa das salas do Hotel Tivoli realizou-se a reunião técnica dos XXXV campeonatos nacionais.

ARBITRAGEM
Organização busca uniformização de critérios


Os árbitros que participam a partir de hoje nos Campeonatos Nacionais de andebol em seniores masculino e feminino, frequentaram uma breve acção de formação, sob a égide do conselho nacional de árbitros da Federação Angolana de Andebol.

De acordo com Ilídio Cândido, director da prova a realização do seminário revela “a necessidade de uniformização dos critérios de arbitragem já que temos duplas que vêm de outras cidades com realidades competitivas diferentes”.

Por outro lado, o campeonato vai também contar com o apito das duas duplas angolanas que terminaram recentemente um curso de avaliação para a obtenção da carteira internacional em Lomé, Togo.

A federação indicou sete duplas de árbitros para a prova. Foram chamados os árbitros Armando Ferreira, Benjamim Tiago, Hélvio Gomes, Escurinho António, Pedro Pinto, Simão Cumbi, Mário Kaquinda, Manuel Joaquim e Francisco Agostinho, de Luanda. De Benguela o conselho de árbitros chamou Felisberto Tchinguelessi, Matimar António, Sebastião de Almeida, Tomás Tchitangui e Afonso Honde.
S.C


MOLDES
Senhoras jogam mais


Os moldes de disputa do Campeonato Nacional sénior feminino permitem às equipas envolvidas realizarem mais jogos, comparativamente às edições anteriores dos campeonatos nacionais depois da fase preliminar, em que inseridas em grupos, cada equipa faz três jogos, todas as equipas transitam para os quartos-de-final.

As vencedoras nos quartos disputam a meia final, enquanto as derrotadas jogam as classificadas do quinto ao oitavo lugares. Independentemente do seu desempenho, cada equipa tem um mínimo de sete jogos efectuados, contrariamente aos seis que chegaram a fazer na prova anterior disputada em Benguela.

Ontem, a comissão organizadora trabalhou no pavilhão multiusos do Kilamba, palco da prova, para aquilatar as condições do recinto, já que é a primeira vez que se realiza naquele lugar uma prova de andebol.
S.C


ASSOCIATIVISMO
Galeria alberga
homenagem ao PR


A Galeria dos Desportos e o Movimento Nacional Espontâneo reúnem o mundo desportivo de Angola num “Obrigado” a uma só voz a Sua Exa. o Presidente da República, Eng. José Eduardo dos Santos, uma homenagem a realizar-se  amanhã, a partir das 15h00, nos espaços da recém-inaugurada Galeria dos Desportos, situada na Cidadela Desportiva, em Luanda.

O reconhecimento e agradecimento público pelo papel em prol do desporto em Angola de Sua Exa. o Presidente da República é o mote desta homenagem que a Galeria dos Desportos e o Movimento Nacional Espontâneo decidiram promover como forma de assinalar o seu 72º aniversário, que se comemora hoje.  A homenagem é pois um tributo que colectivamente os agentes do Desporto prestam.

O ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, destaca que “Sua Exa. o Presidente da República sempre acarinhou o desenvolvimento do desporto em Angola, numa perspectiva integradora, alicerçada na sua dimensão universal da comunhão de valores e afectos, elementos estruturantes de uma sociedade em desenvolvimento”.

A homenagem  vai engloba dois momentos. Primeiro deve ser inaugurada uma exposição com um espólio de mais de 100 fotografias intitulada “Eng. José Eduardo dos Santos – O Papel do Cidadão e do Estadista na Afirmação do Desporto em Angola”, patente no piso 1 da Galeria dos Desportos.

De seguida, no auditório do piso 0, vai decorrer uma cerimónia em que várias individualidades na sua maioria antigos e actuais atletas, dirigentes e técnicos, entre outros agentes ligados ao mundo desportivo, vão prestar testemunho sobre a relevância do papel de Sua Exa. o Presidente da República no desenvolvimento do desporto em Angola e a sua afirmação no mundo.