Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Pedro Godinho destaca potencial de Benguela

22 de Janeiro, 2015

Pedro Godinho, presidente de direcção da Faand

Fotografia: Nuno Flash

A realização de campeonatos nacionais em momentos distintos na província de Benguela resulta do forte potencial que ostenta no mosaico nacional e na atenção prestada pela Federação Angolana de Andebol (Faand).

Pedro Godinho, presidente de direcção da Faand, assegurou na cerimónia de abertura da 35ª edição do campeonato nacional unificado em sub-20, que se disputa na cidade das acácias rubras, que Benguela foi grande viveiro do andebol durante muitos anos.

O responsável recordou que as primeiras selecções nacionais contaram com préstimos de jogadoras de referência, com destaque para Maria Garcia "Zezinha", a primeira capitã do sete nacional sénior feminino.

Para a responsável, passados todos esses anos, a província de Benguela continua a formar grandes atletas de referência e ao organizar o campeonato nacional está a cumprir a sua obrigação no contexto do andebol. O presidente da Federação Angolana de Andebol apelou aos atletas para que se respeitem uns aos outros e demonstrem espírito de fair-play.

“Os vossos pais esperam o regresso a casa em perfeitas condições de saúde.
Portanto, façam um jogo viril, mas não agressivo, respeitem o adversário e aproveitem interagir com colegas de vários sítios do país, conhecendo melhor a geografia e cultura de Benguela”, referiu.

O administrador municipal de Benguela, Leopoldo Muhongo, agradeceu à Federação Angolana de Andebol por ter escolhido a província para acolher os campeonatos nacionais em júnior masculino e feminino.
As competições nacionais são disputadas em Benguela por 26 equipas em representação de oito províncias.