Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Prolas arrebatam trofu na Romnia

Silva Cacuti - 03 de Junho, 2019

Angolanas com boa prestao no torneio disputado na Romnia

Fotografia: Jornal dos Desportos

A selecção nacional sénior feminina está há 10 jogos sem sofrer derrota. O registo das comandadas de Morten Soubak foi alcançado ontem, após empate a  21golos com a selecção principal da Roménia, no encerramento do Torneio Internacional Carpati, disputado na cidade romena de Braila. É o primeiro e o único empate das angolanas no evento. Angola começou por vencer o Japão (26-21) e bateu a Roménia-B na segunda jornada do torneio por 29-18.
Com o empate, Angola conquista o torneio organizado pelas entidades desportivas da Roménia.
Angola começou o ciclo vitorioso com a participação no Campeonato Africano de Brazzaville em Dezembro de 2018. Na competição continental somou sete vitórias e sagrou-se campeã. Antes, no quadro da preparação para a mesma prova, as Pérolas tinham consentido derrota diante da Holanda.
Angola tinha defrontado a Roménia, pela última vez, durante a primeira fase do Campeonato Mundial de 2017. O resultado foi de 27-24 favorável às europeias.
Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, sob batuta do treinador angolano Filipe Cruz, o conjunto angolano tinha vencido a Roménia por 19-23.
As Pérolas tinham perdido diante da Holanda por 29-32, em Amesterdão, num jogo amigável que serviu para as angolanas prepararem o Campeonato Africano de Dezembro de 2018, na República do Congo.
No "Africano" de Brazzaville, Angola venceu a Guiné (40-17), Marrocos (50-14), RDC (33-24), República do Congo (32-19), Argélia (41-17), Camarões (25-16) e Senegal, na final, por (19-14).
Com a participação no Troféu Carpati, a equipa nacional abriu a preparação visando as três competições que tem para a presente época desportiva. Em Agosto, as Pérolas disputam os Jogos Africanos em Marrocos e, no mês de Setembro, vai a Dakar, Senegal, tentar o passe para os Jogos Olímpicos de Tóquio'2020.
A equipa nacional denota níveis competitivos para equacionar sucesso nas empreitadas. No segundo jogo, diante da Roménia B, a selecção nacional já deu mostras de melhor entrosamento e coordenação entre as acções defensivas e ofensivas. Ao intervalo, detinha a vantagem de 14-10.
O conjunto angolano é composto pelas atletas Albertina Cassoma, Helena de Sousa, Helena Paulo, Iracelma da Silva, Janeth dos Santos, Juliana Machado, Liliana Venâncio, Natália Bernardo, Magda Cazanga, Teresa Almeida "Bá", Vilma Chissola, Vilma Nenganga, Ruth João, Wuta Dombaxi, Isabel Guialo e Natália Camalândua.