Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petro volta a superar 1º de Agosto

Silva Cacuti - 13 de Outubro, 2017

É a segunda derrota consecutiva do 1º de Agosto à mão do Petro de Luanda, a primeira tinha sido a 8 de Julho

Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

A equipa sénior feminina do 1º de Agosto, campeã provincial, nacional e continental começou formalmente a época desportiva luandense com derrota, diante do rival, Petro,16-19, em partida que marcou a primeira jornada do torneio de abertura do campeonato provincial de Luanda, disputada ontem no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva. Ao intervalo o marcador registava vantagem, 10-8, para as petrolíferas.

É a segunda derrota consecutiva do 1º de Agosto à mão do Petro de Luanda, a primeira tinha sido a 8 de Julho, para a decisão da Taça de Angola, curiosamente no mesmo Pavilhão e com o mesmo \"score\", 19-16.

Ambas equipas apresentaram-se com alguns furos abaixo do que realmente são capazes de produzir, próprio do início da época.
Apenas as guarda-redes Bá, pelo lado do Petro e Marta Alberto, pela formação do 1º de Agosto que jogava na condição de anfitriã, se mostraram a um nível acima da média. A pivot petrolífera Ríssia Oliveira e a meia distância Juliana Machado, pelo lado oposto também mostraram-se preparadas para as encomendas deste início de época.

Até a arbitragem da dupla Afonso José e Francisco Agostinho não esteve à altura do jogo, cometeu inúmeros erros, mas sem influência no resultado, porque falhou para os dois lados.

A grandeza do jogo que inscrevia as duas melhores equipas do continente levou à cidadela um número razoável de amantes do andebol, tanto que serviu de alerta à falta de policiamento no recinto.

Além da falta de policiamento, há ainda a anotar para a organização do jogo, o facto de ter iniciado com cerca de 10 minutos de atraso.

O Petro de Luanda andou a comandar o marcador desde o início da partida e o melhor que o 1º de Agosto fez foi empatar algumas vezes. O marcador, diga-se teve um andamento lento que só o início da época justifica. Aos 15 minutos, por exemplo, havia uma igualdade a três golos. Na segunda metade do 1º tempo as equipas acertaram mais à baliza, mas voltaram à falta de ambição em toda a segunda parte do jogo.Outra partida agendada não se realizou. O Asa venceu por falta de comparência o jogo que devia disputar diante do Progresso do Sambizanga.

REACÇÕES
O treinador do 1º de Agosto, admitiu no final da partida que apesar de estar às portas de uma competição internacional a sua equipa ainda tem \"acertos\" por fazer no seu jogo ofensivo. Ainda assim, considerou a guarda-redes do Petro  como a causadora da fraca produção da sua agremiação. \"Não conseguimos jogar ao ataque, A Bá fez um grande jogo, parabéns para ela e para a sua equipa.
defensivamente estamos bem, mas temos que melhorar a finalização\", disse.

Já o técnico adjunto do Petro, Edgar Neto,  negou a ideia de que os níveis apresentados pelo grupo na partida de ontem sejam os que o conjunto vai apresentar durante a época. Disse que o grupo vai trabalhar mais para melhorar. \"Hoje mostramos superioridade em função do trabalho que estamos a fazer para esta nova época e queremos mostrar que ainda estamos presentes”.