Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Petrolíferas e militares meias-finais

Silva Cacuti - 04 de Setembro, 2014

Progresso do Sambizanga entra na penúltima fase da competição com a missão de jogar a final diante da forte equipa do Rio Seco que aspira a revalidação do título nacional

Fotografia: José Soares

O emparcelamento das meias-finais da XXXV edição do campeonato nacional sénior feminino de andebol "Trofeu Unitel" ditou para a meia-final, que vai ser jogada no próximo sábado, os jogos entre as equipas do Petro de Luanda e do Progresso do Sambizana e, também, entre o 1º- de Agosto e a Marinha de Guerra de Angola. Os dois jogos têm uma característica comum: os atletas que maioritariamente trabalharam juntas nos escalões de formação entram em confrontos.

No jogo entre as petrolíferas e as progressistas há o técnico do Progresso, Armando Gumbe, que tem o cordão umbilical ligado ao Petro de Luanda. O jovem treinador deixou o Catetão e levou de lá tudo o que podia mais algumas facilidades.Basta recordar que, no culminar da preparação para o presente campeonato, as duas equipas realizaram vários jogos treinos em conjunto. Inclusive o jogo de adaptação ao piso do pavilhão. Armando Gumbe é um "pupilo" de Vivaldo Eduardo, de quem bebeu muito do que hoje se serve para orientar o Progresso do Sambizanga.

No outro emparceiramento, em que o 1º de Agosto, campeão nacional, vai defrontar a Marinha de Guerra, o filme repete-se com uma pequena diferença. Tanto Quinteiro Teresa, treinador da Marinha de Guerra, como Victor Chikoulaev, técnico do 1º de Agosto, são estreantes em campeonatos nacionais pelas actuais equipas. São os novos da fita, embora Quinteiro Teresa, leve vantagem em relação ao Chikoulaev. O angolano já trabalhou no ASA e com algumas das atletas que tem agora sob a sua orientação no clube da Baía de Luanda.

Outro aspecto em que os dois jogos da meia-final se assemelham é o facto de ambos terem um desfecho anunciado, em função do favoritismo das equipas "progenitoras". Petro de Luanda e 1º de Agosto têm largas oportunidades de chegar à final, embora, neste aspecto, o 1º de Agosto pode ter mais facilidades, em função das ambições da sua adversária.Caso para dizer, "amgo - amigo, negócio à parte". Estas relações amistosas só se podem admitir fora da quadra. Dentro, o jogo é sério. Aliás, Paixão Júnior, presidente do Progresso do Sambizanga, em recentes declarações ao Jornal dos Desportos admitiu a final do campeonato como uma ambição factível.

Ontem, nos quartos de final, o Petro de Luanda despachou o Kabuscorp do Palanca por 45-19 e o 1º de Agosto desfeiteou o Electro do Lobito por 42-20. Num jogo com mais equilíbrio no marcador, o Progresso do Sambizanga venceu a Casa do Pessoal do Porto do Lobito por 26-17. Os quartos de final fecharam com o jogo entre as equipas do ASA e da Marinha de Guerra.

MASCULINOS
Militares e polícias
com objectivos em jogo


A partida que vai opor hoje o 1º de Agosto ao Interclube é referente à 3ª jornada da segunda volta do XXXV campeonato nacional sénior masculino, "Troféu Unitel", mas ganha carácter de final, uma vez que pode decidir a sorte das equipas envolvidas em relação aos objectivos traçados, que passam pela conquista do título. Qualquer uma das contendoras está proibida de perder. O Interclube de António Costa chega a este jogo em condição mais confortável.A jornada vai ser aberta com o jogo entre a Marinha de Guerra e o Progresso da Lunda Sul.

Ontem, para a segunda jornada, o 1º de Agosto goleou a Marinha de Guerra por 35-23.No jogo de cartaz da ronda de ontem, o Interclube deu um passo importante ao vencer o Petro de Luanda por 23-21. Ao intervalo, os polícias venciam por 12-9. Hoje, em caso de vitória, os polícias podem antecipar a conquista do campeonato. Se perder, vai esperar por um deslize dos militares diante do Petro de Luanda e sonhar. Para a equipa militar do 1º de Agosto, depois da derrota de ontem do Petro de Luanda, tudo depende de si para seguir em frente com a ideia da revalidação do título. Filipe Cruz precisa infringir uma segunda derrota ao Interclube para minimizar os efeitos da derrota diante do Petro de Luanda, na primeira-mão do campeonato, depois, desforrar-se do Petro de Luanda

FORMAÇÃO
Técnico português
orienta Scouting


A Feração Angolana de Andebol (FAAND) oferece hoje uma acção formativa sobre observação e análise de jogos "scouting", dirigida a treinadores e interessados. A formação vai decorrer a partir das 10h00, numa das salas da Galeria dos Desportos e tem como prelector o especialista português António Lopes. António Lopes é membro da nova equipa técnica da selecção nacional sénior feminina, liderada por João Florêncio.
SILVA CACUTI