Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa
Modalidades

Rivais abrem esta tarde meia-final

Silva Cacuti - 23 de Junho, 2016

Petrolíferas da capital vão em busca da desforra depois de terem baqueado na fase anterior

Fotografia: M.Machangongo

Depois de ter sido assustada há dois dias, na primeira fase do campeonato, ao vencer por difíceis três golos, conseguidos nos instantes finais da partida, a equipa sénior feminina do 1º de Agosto volta a encontrar o Petro de Luanda, em jogo que vai abrir as meias-finais. O jogo está marcado para as 13H00, no Pavilhão da Cidadela Desportiva, onde a prova decorre desde 14 do corrente.

Que resposta tem o Petro para travar a armada militar eis a questão. O contexto da meia-final é distinto do primeiro jogo em que folgou na jornada anterior ao jogo com as campeãs. Para  a meia-final, acontece exactamente o inverso. É o 1º de Agosto que vem mais fresco, de uma folga, enquanto as pupilas de Vivaldo Eduardo vão no terceiro consecutivo com este grau de dificuldade.

O cansaço pode ser  o primeiro adversário do Petro e roubar parte da espectacularidade que o jogo podia ter. Aliás, a equipa tricolor, que tem um plantel muito jovem, em certa medida já foi vítima do desgaste físico no jogo de ontem. É um quadro que faz antever goleada, para a turma de Filipe Cruz.Na outra meia-final o Progresso do Sambizanga que ontem venceu tranquilamente o ASA, e mais cedo foi descansar, pode também tirar louros deste factor, para juntar ao favoritismo que já trazia por ter vencido, 26-19, na primeira fase.

Antes da meia-final, às 9H00, jogam as equipas da Casa do Pessoal do Porto do Lobito e do Atlético Sport Aviação em partida que serve para a definição da quinta classificada da tabela geral. As lobitangas que na primeira fase venceram às aviadoras por 23-19, são favoritas.
O Electro do Lobito que não ganhou qualquer partida na prova ficou atirado para o último lugar da prova.

Ontem, num jogo pouco vistoso, mas equilibrado, para o encerramento da primeira, fase o Petro de Luanda perdeu para a Marinha de Guerra por 24-25, e não evitou o confronto diante do 1º de Agosto, na meia final. A Marinha acabou no terceiro lugar da primeira fase, atrás do Progresso do Sambizanga e 1º de Agosto.

Ao intervalo, petrolíferas e marinheiras empatavam a 12 golos. Outros resultados que marcaram a derradeira jornada da primeira fase foram o Electro do Lobito 19-28 Casa do Pessoal do Porto do Lobito e Atlético Sport Aviação 17-25 Progresso do Sambizanga.  Sem ganhar qualquer jogo na primeira fase o Electro do Lobito herdou o último lugar do campeonato.      

Masculino
Equipa do Exército alcança objectivo


 A equipa sénior masculina do Exército considera positiva a sua participação no 37ª edição do campeonato nacional onde foi a última classificada da primeira fase. A análise positiva, segundo Inglês De Carvalho, delegado da equipa afecta ao Comando do Exército tem a ver com o alcance dos objectivos preconizados, embora tenha terminado a prova sem qualquer vitória."Para nós a participação é positiva, porque o nosso objectivo, tanto no provincial como no campeonato nacional era dar rodagem competitiva aos nossos atletas, visando os próximos jogos desportivos do Moxico. Somos campeões destes jogos e queremos manter esta conquista", disse.

A equipa não tem atletas civis. E constituída por sargentos, cabos, soldados e recrutas. Domingos Matumbase, também militar, é o técnico principal.A prática do desporto tem tradição enraizada na instituição militar, sendo estimulada como forma de manter a preparação física dos militares e de fomentar o bem-estar e o culto da camaradagem, do espírito de equipa e da disciplina. Por esta razão as Forças Armadas Angolanas realizam com regularidade os Jogos Desportivos Militares cuja próxima edição será na cidade do Moxico.Inglês de Carvalho garantiu a continuidade da equipa nas competições da associação de Luanda e da federação. Admitiu ainda o provável surgimento de uma equipa feminina.                                                               
                   
Final
Militares têm
caminho livre 


O 1º de Agosto, campeão nacional, tem tarefa facilitada hoje, quando defrontar, às  15H00, o Petro de Luanda, para a primeira meia-final do 37ª edição do campeonato nacional. Os petrolíferos da capital quedaram-se na quarta posição da fase regular que foi liderada pelo 1º de Agosto.

A julgar pelo resultado recente entre ambas equipas, 37-24, é pouco crível que os veteranos Francisco Marçal e André Kassapi consigam bater o pé aos militares. Mais ainda, porque a equipa do 1º de Agosto vem de uma folga. O Interclube, vice-campeão, outro favorito vai defrontar a Marinha de Guerra, ás 19H00, num jogo que se espera mais apimentado e com outros recortes. Às  11H00 as formações do Progresso da Lunda Sul e do Misto de Cabinda jogam entre si, para definirem o quinto classificado da tabela geral.

No jogo que definiu o emparcelamento da meia-final o Petro de Luanda não conseguiu vencer o Interclube, perdeu por 29-36 e deixou o terceiro lugar para a Marinha. Quanto aos polícias, o resultado do jogo não aquece nem arrefece, pois já tinha assegurado o segundo lugar da fase de grupo e mesmo que perdesse nada de mal lhe aconteceria.O calendário da última jornada da fase de grupos ficou marcado pela goleada da Marinha de Guerra sobre o Misto de Cabinda, 41-22 e pela vitória do Progresso da Lunda Sul, 24-19, sobre o Exército.